MENU

15/09/2021 às 22h04min - Atualizada em 16/09/2021 às 00h00min

Dois cachorros, vítimas de maus-tratos, conquistam direito de entrar na Justiça como autores de ação contra antigos donos

Caso começou no ano passado, quando uma ONG recolheu os cães Rambo e Spike, depois de ficaram sozinhos por 29 dias. Decisão do Tribunal de Justiça do Paraná é inédita no Brasil.

G1 - Norte, Nordeste PR
https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2021/09/15/dois-cachorros-vitimas-de-maus-tratos-conquistam-direito-de-entrar-na-justica-como-autores-de-acao-contra-antigos-donos.ghtml

Caso começou no ano passado, quando uma ONG recolheu os cães Rambo e Spike, depois de ficaram sozinhos por 29 dias. Decisão do Tribunal de Justiça do Paraná é inédita no Brasil. Cães entram na Justiça contra antigos donos
Dois cachorros, vítimas de maus-tratos, conquistaram o direito de entrar na Justiça como autores de uma ação contra os antigos donos. A decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) é inédita no Brasil.
O caso começou em agosto do ano passado, quando a Organização Não-Governamental (ONG) Sou Amigo, de Cascavel, no oeste do Paraná, recolheu os cães Rambo e Spike, depois de ficaram sozinhos por 29 dias. Os tutores deles tinham ido viajar.
A advogada da ONG, Evelyne Paludo, resolveu processar os donos dos animais, mas com uma diferença: o Rambo e o Spike passaram a integrar o processo como autores do pedido por justiça.
"O direito violado foi dos animais, não foi da protetora que fez o resgate, nem da ONG que está com a guarda deles, e como no nosso direito só o titular do direito pode pleitear a indenização dele judicialmente, então o titular do direito são os animais", disse Evelyne.
Dois cachorros, vítimas de maus-tratos, conquistam direito de entrar na Justiça como autores de ação contra antigos donos
Reprodução/RPC
Em primeiro grau, a Justiça em Cascavel extinguiu a ação porque entendeu que os cães não têm a capacidade de ser parte de um processo.
O caso, então, foi para o Tribunal de Justiça do Paraná, que entendeu o contrário. Os desembargadores da 7ª Vara Cível do TJ foram unânimes e reconheceram o direito de cães, gatos e outros animais de serem autores de um processo, para defender direitos.
A partir disso, o processo vai voltar para a Justiça em Cascavel, integrando o Rambo e o Spike como "partes", e pedindo a indenização por danos morais.
Se eles vencerem a causa, o dinheiro que receberem deverá ser usado exclusivamente para eles e comprovado na Justiça.
Os dois cães estão bem e vivem em casa de acolhimento.
"Agora a gente tem a possibilidade de que os agressores sejam punidos também pelo sofrimento causado no animal", completou Evelyne.
Os dois cães estão bem e vivem em casa de acolhimento
Reprodução/RPC
ONG pede indenização por danos morais a pit bull que sofreu maus-tratos
Assista aos vídeos mais acessados do G1 PR
Veja mais notícias do estado em G1 Paraná.

Fonte: https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2021/09/15/dois-cachorros-vitimas-de-maus-tratos-conquistam-direito-de-entrar-na-justica-como-autores-de-acao-contra-antigos-donos.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp