MENU

21/09/2021 às 11h17min - Atualizada em 21/09/2021 às 11h17min

​Represa de Jurumirim atinge menor nível para setembro dos últimos 21 anos

O reservatório está atualmente com 22,64% de sua capacidade útil total. Pertencente à mesma bacia, a Represa de Chavantes está com 27,47%.

G1
Wikimedia Commons
Apesar das chuvas que atingiram a região nesta semana, os reservatórios ainda estão em níveis considerados muito baixos. A Represa de Jurumirim, por exemplo, atingiu pelo menos duas vezes nesta semana o menor nível para o mês de setembro desde 2000.

Na última terça-feira (14), o reservatório de Jurumirim estava com 22,75% do seu volume útil. Em atualiazação desta sexta-feira (18), o volume útil estava em 22,64%, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Nos primeiros 14 dias do mês, a média ficou em 23,24%. O volume de água tem diminuído cerca de 0,06% todos os dias, segundo levantamento divulgado pelo G1.

Em setembro de 2000, quando foi registrado recorde negativo do nível do reservatório, a média dos primeiros 15 dias foi de 22,8%.

Pertencente à mesma bacia, do Rio Paranapanema, a Represa de Chavantes está com 27,47% de seu volome útil total no momento.

Crise hídrica
Em nota, o ONS informou que o Brasil passa pela pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Diante destas circunstâncias, afirmou que tem trabalhado para garantir energia em todos os operadores do sistema interligado nacional (SIN), composto por hidrelétricas de todo o país.

Um relatório divulgado pelo ONS identificou a necessidade de adoção de medidas para contornar a crise hídrica nas principais bacias hidrográficas e manter o atendimento aos consumidores de energia elétrica, mesmo considerando sensível a situação hídrica que enfrenta.

Para os próximos dias, a Defesa Civil estadual enviou um alerta para o calor intenso e falta de chuvas, que podem favorecer problemas respiratórios e o aparecimento de incidentes como queimadas e incêndios.


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp