MENU

27/09/2021 às 12h46min - Atualizada em 27/09/2021 às 12h46min

Jacarezinho está há 52 dias sem registro de óbitos por Covid-19

População não deve relaxar nos cuidados

Prefeitura de Jacarezinho
Bigstock
Faz 52 dias que o Departamento de Vigilância Epidemiológica de Jacarezinho não registra um caso de óbito em razão da Covid-19 no município. A última vez que o fato ocorreu foi no dia 6 de agosto, quando uma professora faleceu em virtude de complicações causadas pela doença. No mesmo período, foram registradas 37 mil mortes no Brasil, sendo 24 mil em agosto e 13,3 mil até o dia 26 de setembro.

A Secretaria Municipal de Saúde atribui os números positivos em Jacarezinho à adesão maciça da população à campanha de vacinação. Com exceção de algumas pessoas que insistem em se negar a vacinar, toda a população adulta já recebeu ao menos uma dose do imunizante, assim como os adolescentes com 16 e 17 anos de idade. Outras 19,5 mil pessoas – a faixa etária está em 43 anos - já receberam as duas doses e estão imunizadas contra os estágios graves da doença. Até aqui foram aplicadas 49.620 doses de vacinas contra a Covid-19 nos jacarezinhenses.

João Luccas Thabet Venturini, secretário de Saúde em Jacarezinho, destaca o empenho dos servidores públicos no processo de vacinação: “nossos servidores da Saúde entenderam que a cobertura vacinal é prioridade absoluta da gestão, por isso números tão expressivos e significativos”. O avanço rápido [da vacina], avalia, “permitiu significativa redução do processo de infecção e trouxe alívio à rede de urgência e emergência, Consequentemente os óbitos caíram”, estima o Secretário. “Há que se reconhecer também o empenho do prefeito Marcelo Palhares (PSD), que tem estimulado as pessoas a se vacinarem, vem acompanhando as vacinações sempre que possível, e publicado vídeos conclamando à vacinação, além dos números do vacinômetro, em suas redes sociais”, enaltece.

Para Venturini, apesar dos bons números, a população não pode baixar a guarda e deve continuar se precavendo. “Independentemente dos números apresentados, não podemos descuidar, a população precisa fazer a sua parte evitando aglomerações, fazendo uso obrigatório de máscaras, álcool em gel, entre outros aspectos”, adverte. As vacinas têm sido eficazes na redução de mortes ou internamentos graves, mas não é 100% eficaz na questão da infecção. “Algumas pessoas vão contrair a doença, mas em estágio leve ou moderado, mesmo tomando a vacina. Daí a necessidade de manter os cuidados”, finaliza.

Internações

Jacarezinho tem hoje (27) três pessoas internadas, sendo que duas delas em estado considerado grave. O último registro, incluído no Boletim Epidemiológico de domingo (26), é de um senhor com 71 anos de idade. Ele está internado no Hospital Regional, em Santo Antonio da Platina.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp