MENU

08/07/2020 às 12h00min - Atualizada em 08/07/2020 às 12h00min

​Municípios do Norte Pioneiro protestam contra decreto do governador e mantêm comércio aberto

“Todo trabalho é essencial"

GAZETA 369
Cleverson Rodrigues - Rádio Cabiúna
Municípios do Norte Pioneiro, que fazem parte da 17ª e 18ª Regional de Saúde (Londrina e Cornélio Procópio), protestam contra o Decreto 4942/2020 do governador Ratinho Júnior, que pediu para fechar o comércio “não essencial”, em virtude da COVID-19, e mantém as portas abertas. A atitude tomada pela SESA demonstra desconhecimento da real situação da região Norte Pioneira.

Segundo as queixas, o motivo para os protestos, e de manter o comércio aberto, é de que o governo não pode tomar uma medida de maneira uniforme, penalizando a economia, visto que os municípios cumpriram e vêm cumprindo com as normas da Secretaria Estadual de Saúde (SESA), no que diz respeito aos cuidados com o novo coronavírus. Em alguns municípios, sequer há um caso da doença e nas demais cidades, como Londrina, Cornélio Procópio, Bandeirantes e Andirá os casos vêm diminuindo. Dados comprovam que a maioria dos casos de contaminação não aconteceram no comércio, ou seja, os casos existentes foram pegos no local considerado mais seguro: a casa.

No dia 1º de julho, prefeitos que compõem a Amunop estiveram reunidos em Cornélio Procópio e, através de um documento, pedinam a reconsideração do governador, no que diz respeito aos números que colocaram as regionais de Saúde entre os casos mais graves no estado.

Ainda em Cornélio, foi realizado na segunda-feira (6), um culto ecumênico, o qual contou com a participação de comerciantes, comerciários e diretores da Associação Comercial e Industrial (Acecp) e Sindicato do Comércio Varejista, antecipou a abertura do comércio. O ato teve como objetivo sensibilizar as autoridades sanitárias do Estado para reconsiderem o decreto sobre o fechamento do comércio considerado como “não essencial” na 18ª Regional de Saúde.

“Estamos trabalhando para provar para a Secretaria de Estado da Saúde que as informações utilizadas por eles já estavam ultrapassadas. A realidade de nossa região, principalmente do nosso município, é bem diferente desta apontada pelo governo”, destacou a vice-prefeita e vice-presidente da Defesa Civil local, Angélica Olchaneski, participou do ato público.

Os deputados federais Diego Garcia, Felipe Barros e Luisa Canziani participaram, junto com outras entidades da sociedade organizada do município de Londrina – Associações e Sindicatos – na formulação de um Mandado de Segurança contra o Decreto estadual, junto ao TJPR, de representação contra a medida do governo estadual, declarando total apoio a reabertura do comércio.

Em Bandeirantes, foram colocadas faixas com os dizeres “Todo trabalho é essencial” e mantiveram o comércio aberto. A cidade de Cornélio Procópio também seguiu a mesma linha e manteve as portas abertas; Andirá e Itambaracá também mantiveram o comércio aberto.

Câmara de vereadores de Andirá manifestou apoio ao comércio na última sessão, realizada na última segunda-feira (6), discordando sobre a posição tomada pelo governo estadual. Os vereadores devem assinar junto com a prefeita Ione Abib um documento pedindo a reconsideração da SESA. Segundo informou a prefeita em entrevista a Rádio Timburi FM, o município de Andirá não tem nenhum paciente internado com caso de Covid-1, o que não justifica a ação tomada pelo estado, prejudicando o comércio que já sofreu com a primeira paralisação.

*Dados e fotos:  Tribuna do Vale / Canal 21 / Assessoria Deputado Federal Diego Garcia / Cleverson Rodrigues )Rádio Cabiúna FM) / GAZETA 369

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp