MENU

08/11/2021 às 10h45min - Atualizada em 08/11/2021 às 10h45min

​Ficafé tem visitantes de 22 estados e quatro países

Em formato digital, feira leva café do Norte Pioneiro para milhares de pessoas no Brasil e no exterior

Assessoria
Assessoria
A Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé) mais uma vez teve grande projeção em todo o Brasil e até em países do exterior. De acordo com dados oficiais da organização, durante os três dias de evento foram quase 10 mil acessos de 22 estados brasileiros e quatro países do exterior que acessaram os conteúdos, disponíveis no site e no aplicativo da feira.

Apenas somando os estados do Paraná e São Paulo a Ficafé 2021 teve mais de 6 mil acessos. De Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Rio de Janeiro também vieram números expressivos de cliques nos conteúdos da feira.

Chama ainda mais a atenção o fato do evento ter atraído também participantes da Espanha, Estados Unidos, Holanda e Alemanha, promovendo, desta forma, uma importante integração entre a cadeia produtiva local com a mundial.

Em número de pessoas, a edição 2021 da Ficafé contou com cerca de 3 mil participantes. Pelo número de acessos, é fácil notar que os visitantes acessaram o site ou a plataforma da feira em diferentes oportunidades nos três dias de evento. 

Esta edição da Ficafé, a 14ª, foi novamente em formato 100% digital, assim como já havia acontecido no ano passado em virtude da pandemia. O que poderia ser um obstáculo, porém, provou ser uma oportunidade de expandir o alcance do evento. Com o auxílio da tecnologia, a feira promoveu uma projeção ainda maior dos produtores regionais com toda a cadeia cafeeira.

“Acredito que atingimos nosso grande objetivo, que é levar essa produção diferenciada do local para o global, e o formato digital acabou se tornando um importante aliado neste processo”, avalia o consultor do Sebrae/PR e um dos idealizadores da Ficafé, Odemir Capello.

Ainda que a tendência para os próximos anos seja da volta de eventos presenciais, a organização já pensa em adotar um formato misto, mantendo eventos online e disponibilizando todo o conteúdo em seu site e aplicativo.

PROGRAMAÇÃO
A programação da Ficafé foi mais uma vez bem variada. Foram abordados temas como planejamento anual e gestão da propriedade cafeeira; agricultura 4G na cafeicultura moderna, uso de drones e vants; mercado de cafés especiais; energias renováveis nas propriedades; produção de café com sustentabilidade; evolução e aspectos técnicos de regulagem de colhedoras de café; plantio de café sem sustos e irrigação por gotejamento; o papel da mulher na cadeia do café especial; café especial do pé à xícara; uso racional de fertilizantes na nutrição e qualidade do café; poda do café e produtividade.

A grade ainda trouxe palestras específicas para mulheres que atuam na produção e gestão de propriedades cafeeiras, e conteúdos relacionados à fruticultura, especificamente para a produção de maracujá, abacaxi, goiaba e morango. Temáticas como gastronomia, turismo, casos de sucesso em produção orgânica, panorama regional da agroindústria familiar, protagonismo feminino e liderança da mulher nas propriedades rurais também fizeram parte da programação.

FEIRA
A Ficafé 2021 aconteceu de 27 a 29 de outubro, sendo uma realização do Sebrae/PR, Acenpp (Associação de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná), Cocenpp (Cooperativa dos Produtores de Cafés Certificados e Especiais do Norte Pioneiro do Paraná), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater (IDR-PR) e Prefeitura de Jacarezinho.

A feira contou com o apoio do Sindicato dos Corretores de Café no Estado do Paraná (Sincafé), Fecomércio PR, Senac, Associação das Mulheres do Café do Norte Pioneiro do Paraná (Amucafé), Probat, Leogap, Bunn.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp