MENU

29/01/2020 às 11h50min - Atualizada em 09/07/2020 às 00h00min

Copacabana – RJ tem um super-herói na praia

Todos os anos milhares de moradores e turistas são vítimas de afogamentos nas praias brasileiras.

DINO
http://www.d4uusa.com

Um pedido de socorro não passa desapercebido do bombeiro Erick dos Santos Patrocinio, de 30 anos, com 11 anos de Corporação. O Militar tem se destacado em salvar vidas em uma das praias mais visitadas, a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Os números de afogamentos na emblemática cidade maravilhosa deixam qualquer turista e morador assustado e em risco quando o quadro de afogamento acontece.

Segundo um balanço divulgado, em Janeiro de 2019, pelo Grupamento Marítimo (GMar) o número de afogamento vem crescendo a cada ano. No feriado de Ano Novo, em 2017, por exemplo, 95 crianças se perderam; quatro pessoas morreram afogadas e 227 foram salvas. Já em 2018 além de seis mortes por afogamento, 128 crianças se perderam e 180 banhistas foram salvos.

Mas os números de salvamentos são muito maiores, no verão de 2017/2018, os bombeiros retiraram com vida 1.900 pessoas no mar das cidades da Baixada Santista, infelizmente 37 pessoas perderam suas vidas.

Erick que por 10 anos foi instrutor do “Projeto Botinho”- programa que realiza atividades na praia com crianças e jovens de 7 a 17 anos, orientando-os sobre as condições do mar, primeiros socorros, prevenção de afogamentos e noções de preservação do meio ambiente (Tal projeto assemelha-se ao “Lifeguard Jr Program” realizado nos EUA) - destaca a importância da educação à população “Cabe ao guarda-vidas vencer as fortes ondas e correntezas para alcançar o afogado e retirar o mesmo em segurança da arrebentação, mas se o cidadão morador da cidade praiana for preparado para esses momentos de perigo a tendência é o número de mortes diminuir a cada ano”. Ele ainda lembra que tal projeto foi de estrema importância em sua carreira profissional. Foi pela participação no projeto, ainda adolescente, que ele escolheu se tornar “salvador de vidas”.

Além da medalha por bons serviços prestados, Patrocinio tem o coração aquecido por ter salvado algumas vidas. Entre algumas vitórias nessa carreira de 11 anos, ele destaca o resgate de duas crianças em alto-mar, próximo a uma costa rochosa. “Foi um dos socorros mais difíceis que já fiz, pois eram duas vítimas (crianças com 8 e 12 anos) e eu estava só fazendo um patrulhamento sem equipamento de apoio, não havia tempo para voltar ao posto para pegar qualquer item de salvamento, além disso existia um espelho d’água e quem estava em terra não conseguia me ver para ajudar. As crianças foram salvas com longos sete minutos” conta ainda emocionado.

O bombeiro finaliza sua história e lembra que o tema da Corporação é: "Em qualquer tempo, a qualquer hora, em qualquer mar".



Website: http://www.d4uusa.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp