MENU

26/11/2021 às 16h20min - Atualizada em 26/11/2021 às 16h20min

Investigações apontam que jovem encontrada morta teve barriga aberta e feto retirado

Folha Extra
Divulgação
Vítima estava desaparecida e corpo foi localizado em uma estrada rural do município de Bandeirantes no dia 15 de novembro; pai da criança está preso e é o principal suspeito

Equipes policiais seguem investigando o assassinato de uma jovem de 22 anos que estava grávida e revelando fatos chocantes. O crime aconteceu em Bandeirantes e causou forte comoção entre amigos, familiares e comunidade em geral.

Tudo começou na sexta-feira (12) quando Larin Kathleen Oliveira da Silva, de 22 anos, desapareceu após deixar seu serviço. Após três dias desaparecida, o corpo da jovem que estava grávida foi encontrado em uma mata as margens de uma estrada rural no bairro Água Branca.

Com decorrer das investigações, detalhes chocantes e cruéis vêm sendo revelados. Conforme apurado pelo jornal Folha de Londrina, Laurin foi morta com um tiro na cabeça, além de ter seu abdômen aberto e o bebê que esperava foi retirado. Outro detalhe que gerou revolta é que o principal suspeito do crime é o pai da criança que a jovem esperava.

Fernando Amaro, de 24 anos e que teve um relacionamento com a vítima, foi preso dias depois do crime. Ele estava no escritório de um advogado quando foi flagrado por amigos e familiares da vítima que participavam de um protesto pedindo Justiça por Larin. Ele acabou sendo agredido e preso. Agora, permanece em uma carceragem na cidade de Londrina a disposição da Justiça.

Familiares de Larin disseram em entrevistas que Fernando não queria ter o filho e teria dito várias vezes para jovem abortar a criança. Até o momento, segue sendo o principal alvo das investigações que ainda buscam apurar as causas da morte e se houve mais pessoas envolvidas no crime.

O caso segue sendo investigado.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp