MENU

29/11/2021 às 17h33min - Atualizada em 29/11/2021 às 17h33min

​O que é um empréstimo consignado?

Redação
O empréstimo consignado é muito conhecido dos aposentados, pensionistas e funcionários públicos. Mas você sabe o que é um empréstimo consignado? Como funciona? Como conseguir? Quais as vantagens e desvantagens? E o que acontece quando é demitido?

No empréstimo consignado as parcelas são descontadas diretamente do salário ou da aposentadoria. Na prática, significa que uma parte da renda fica comprometida antes mesmo de o dinheiro chegar na conta do consumidor.

O empréstimo consignado precisa ser bem pensado, pois caso contrário isso pode dificultar o seu planejamento e aumentar os gastos com o pagamento de juros, podendo até mesmo levar ao superendividamento. 

Caso você já esteja endividado, basta acessar o Serasa Limpa Nome para renegociar suas dívidas e limpar seu nome. Segundo dados do Banco Central, atualmente mais de 20% da renda das famílias brasileiras (juros incluídos) é usada só para pagar as parcelas de suas dívidas. O percentual dobrou de tamanho nos últimos dez anos e continua crescendo.

É preciso entender perfeitamente o que é para saber se vale a pena pegar empréstimo consignado ou quando esse crédito pode fazer você apenas se enrolar ainda mais.

Uma das principais informações muito difundidas é que o crédito consignado é uma das linhas de crédito mais baratas do mercado. Devido a isto ele se torna o ideal em várias situações. Quem trabalha com carteira assinada, é aposentado, pensionista do INSS ou funcionário público pode acessar o empréstimo com facilidade.

Mas é preciso cautela na hora de contratar. Fique atento ao seu funcionamento e às situações em que ele pode ser seu aliado ou inimigo. Para conseguir sair das dívidas ou realizar seus sonhos, às vezes é preciso ter algum tipo de crédito na praça. 

É preciso ver se a parcela cabe no seu bolso e não compromete o pagamento de outras contas que você já tem? Você tem uma dívida cara, no cheque especial ou no rotativo do cartão de crédito, por exemplo? Como os juros são muito maiores nessas duas modalidades, é vantajoso usar o consignado para quitá-las. Dessa forma, você reduzirá o valor total que irá pagar de juros.

Você vai começar um negócio ou pretende fazer uma pequena reforma em casa? Nessas situações, o consignado pode ser uma ótima alternativa, pois permite financiar os materiais em um prazo mais longo.

Se você for demitido e tiver um crédito consignado, é importante ir até a credora e informar o ocorrido. Como você não receberá mais salário, não tem como descontar as parcelas do seu empréstimo. Nesse caso, a credora refaz a negociação, redefinindo a forma de pagamento e prazo.

Os juros também podem aumentar na nova negociação, já que não tem a garantia do pagamento com o salário mensal. Em outras palavras, o seu empréstimo que era consignado, se torna um empréstimo pessoal comum e as regras tendem a mudar um pouco.

Nome sujo

De acordo com dados do Serasa, quase 30% da população brasileira (62,56 milhões de pessoas) estão com o nome sujo, em que a média de dívida por pessoa é de R$ 3,9 mil.

Ainda conforme dados levantados pela Serasa, a maioria das dívidas envolve bancos e cartões de crédito com um total de R$ 249,6 bilhões em dívidas. Em seguida as maiores dívidas dos brasileiros estão pela falta de pagamento em contas como de água, luz e gás.

Muitas pessoas as vezes nem sabem que estão com o tão famoso “nome sujo”. Uma das formas é consultar o Serasa de forma totalmente gratuita por meio do aplicativo e site https://www.serasa.com.br/.

O trabalhador poderá acessar o site e clicar na opção “Consultar CPF grátis”, assim poderá realizar um cadastro com as informações pessoais e criar uma senha para acesso. Ao realizar o login na plataforma o cidadão terá acesso a todas as informações relativas à empresa que o negativou, com o valor e vencimento original. A plataforma também pode ser usada para renegociar suas dívidas, e até mesmo para consultar o Score de Crédito e oportunidades financeiras.

Alguns se perguntam: como saber se estou no SPC? Também há essa alternativa para realizar a consulta do “nome sujo”, mas diferente da Sersa, no SPC não é gratuito. O SPC possui um plano de R$ 16,90 para realizar a consulta das informações. Para verificar suas informações basta acessar o site ou aplicativo https://www.spcbrasil.org.br/ . No entanto, a consulta permite analisar o Score de Crédito de forma gratuita, bem como diversas outras informações bastando se cadastrar na plataforma.

Outra forma é pelo Boa Vista SCPC que assim como o Serasa, é gratuita. Para consultar, basta acessar o site ou aplicativo https://www.consumidorpositivo.com.br/, informar o CPF no campo “Você sabe qual a situação do seu CPF e Score?” e realizar um pequeno cadastro. Por lá, você também poderá verificar pendências bem como a pontuação do seu Score de Crédito junto a este órgão. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp