MENU

08/12/2021 às 19h29min - Atualizada em 09/12/2021 às 00h00min

Cidades do centro-oeste paulista anunciam que não terão festividades de réveillon

Motivo alegado pelas prefeituras de Bauru (SP) e mais sete cidades é a preocupação com a variante ômicron e a aglomeração que esses eventos provocam; veja cidades da região que já confirmaram o cancelamento.

G1 - Bauru, Marília (SP)
https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/12/08/cidades-do-centro-oeste-paulista-anunciam-que-nao-terao-festividades-de-reveillon.ghtml

Motivo alegado pelas prefeituras de Bauru (SP) e mais sete cidades é a preocupação com a variante ômicron e a aglomeração que esses eventos provocam; veja cidades da região que já confirmaram o cancelamento. Em anos anteriores, como em 2015, Bauru promoveu sua festa de réveillon no Parque Vitória Régia
Priscila Medeiros/Prefeitura de Bauru
Algumas prefeituras do centro-oeste paulista já anunciaram que não vão promover festividades de réveillon neste ano por conta da chegada da variante ômicron e da preocupação com as aglomerações que este tipo de evento pode provocar.
Dentre elas está a de Bauru (SP), a maior cidade da região, que através da assessoria de imprensa da prefeitura informou à reportagem da TV TEM que “não haverá festividades oficiais de ano novo na cidade”. (Veja abaixo outras cidades que não terão festividades)
Segundo a prefeitura, ao contrário do carnaval, que estava previsto e acabou cancelado, as discussões sobre possíveis eventos no réveillon sequer foram iniciadas pela administração “por conta do momento atual em relação à pandemia”.
Cidades do centro-oeste paulista anunciam que não terão festividades de réveillon
A decisão das cidades do centro-oeste paulista segue uma tendência nacional de se evitar aglomerações, com pelo menos 22 capitais já tendo anunciado o cancelamento do réveillon. No Brasil, há seis casos confirmados da nova variante.
Ômicron: o que se sabe sobre os casos confirmados no Brasil
Dentre essas capitais está São Paulo, que além de cancelar o réveillon também manteve o uso obrigatório de máscaras, decisão apoiada em estudo da situação epidemiológica que sugeria adoção de cautela.
Na região
Além de Bauru, pelo menos outras sete cidades já manifestaram a decisão de não realizar festividades pela chegada do ano novo, todas com o argumento de preocupação com a pandemia de Covid. Veja abaixo:
Marília: a prefeitura anunciou que não vai promover festividades de réveillon, assim como carnaval; a prefeitura diz que apesar do avanço na cobertura vacinal e na redução do número de óbitos e de casos, “ainda é cedo para a realização de eventos de grande porte”. As autoridades sanitárias ainda estudam a viabilidade para liberar eventos particulares.
Jaú: a prefeitura destacou que o alto índice de moradores que ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 (cerca de 10% da população) e a alta quantidade de faltosos que não receberam as doses de reforço provocaram a decisão de suspender a programação de atividades de final de ano. A decisão levou em conta, também, o temor gerado pela variante ômicron.
Palmital: prefeitura informa que não destinará recursos públicos para a promoção de festividades alusivas ao réveillon e ao carnaval tendo em vista o surgimento e avanço da nova variante ômicron pelo mundo.
Barra Bonita: segundo a prefeitura, diante da ameaça da variante ômicron , foi determinado o cancelamento dos shows que estavam programados para o Natal e também a realização do réveillon e o carnaval. Na cidade, o Comitê de Enfrentamento a Covid-19 orientou para a “não realização dos eventos perante as incertezas e grande risco relacionados a nova variante”.
Itápolis: segundo a prefeitura, além do carnaval, a cidade também não vai realizar a festa de réveillon, medida adotada como prevenção da Covid-19.
Borborema: a prefeitura também anunciou que o evento carnavalesco está cancelado na cidade, assim como as festas de réveillon. “A decisão deu-se em função das tratativas entre as diversas cidades da região, que também optaram pela não-realização do evento”. A prefeitura de Borborema justificou o cancelamento para evitar ocupação em hospitais e também por causa dos prazos legais para a contratação e entrega de serviços estruturais necessários para o carnaval.
Anhembi: segundo a prefeitura, a decisão de cancelar as festividades de réveillon foi tomada depois de uma reunião entre o prefeito e vereadores da cidade.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/12/08/cidades-do-centro-oeste-paulista-anunciam-que-nao-terao-festividades-de-reveillon.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp