MENU

13/12/2021 às 15h15min - Atualizada em 14/12/2021 às 00h00min

Mãe de 'Super Chico' relata alívio ao ver filho em casa após internação na UTI por Covid: 'A força dele é inspiração'

Super Chico, como Francisco Guedes Bombini de 5 anos é conhecido nas redes sociais, recebeu alta do hospital na última quinta-feira (9) depois de 28 dias internado, sendo parte deles intubado, em Bauru (SP).

G1 - Bauru, Marília (SP)
https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/12/13/mae-de-super-chico-relata-alivio-ao-ver-filho-em-casa-apos-internacao-na-uti-por-covid-a-forca-dele-e-inspiracao.ghtml

Super Chico, como Francisco Guedes Bombini de 5 anos é conhecido nas redes sociais, recebeu alta do hospital na última quinta-feira (9) depois de 28 dias internado, sendo parte deles intubado, em Bauru (SP). De mochila nas costas e ao lado do pai e da mãe, Super Chico se prepara para deixar hospital em Bauru (SP) após segunda internação por Covid
Reprdução/Instagram
Já em casa depois de vencer a batalha contra a Covid-19 pela segunda a vez, o menino com síndrome de Down que faz sucesso nas rede sociais ainda se recupera das sequelas da doença que, dessa vez, atingiu os pulmões do pequeno Francisco Guedes Bombini, o Super Chico, de 5 anos.
A mãe do Chico, a advogada Daniela Guedes Bombini, conta que o filho foi internado no dia 12 de novembro com bastante tosse e insuficiência respiratória. Ele foi intubado para passar por um procedimento no centro-cirúrgico de um hospital particular de Bauru (SP), onde a família mora, e quando foram retirar a sedação perceberam que a saturação estava muito baixa.
“O Chico foi intubado para um procedimento cirúrgico, não era por causa da Covid. Mas quando fizeram a extubação a saturação dele não subia, aí teve que intubar de novo e aí sim descobrimos que era Covid. Ele ficou 13 dias intubado na UTI e foram quatro dias para ele acordar da sedação”, explica.
Ao todo foram 28 dias de internação por causa de complicações da Covid-19. No ano passado, o menino ficou 18 dias internado após contrair o coronavírus pela primeira vez, sendo 13 também na UTI, mas ele não chegou a ser intubado porque a Covid afetou a parte renal e não pulmonar.
Apesar do Chico ser renal crônico, a mãe conta que ele foi evoluindo aos poucos da primeira vez que teve Covid e dessa vez a situação foi mais complicada.
“Se tem uma coisa que aprendi nessa segunda internação, a gente vive aprendendo com o Chico, mas dessa vez um aprendizado que ficou foi sobre a importância de ter calma. O momento certo ia chegar, a alta ia acontecer no momento adequado.”
“Quando ele saiu da intubação a gente pensou ‘em dois dias estamos em casa’, mas não foi assim. Ficamos mais uma semana no hospital, com ele tomando os medicamentos necessários. Foi um obstáculo por dia a ser superado até a gente poder ir para casa. Eu cheguei a pedir por ele de joelhos na capela do hospital, chorando muito. Foi tudo muito tenso, mas deu tudo certo”, desabafa a mãe.
Por causa da doença e também desse período intubado o Chico que, além da síndrome de Down que aumenta em até quatro vezes as chances de complicações da Covid, também tem outras comorbidades. Ele teve perda motora e vai precisar ainda mais dos exercícios de fisioterapia que fazem parte da rotina dele.
“O Chico tem 5 anos, mas ele tem a estrutura de um bebê de 8,9 meses. Ele já estava sentando certinho, batendo palmas, estava apresentando evoluções e com a internação e a Covid ele regrediu um pouco e tudo tem que ser feito com muita calma com ele. No hospital ele é manuseado o tempo todo, tinha sempre alguém mexendo nele por causa da medicação, dos exames, da dieta alimentar e a gente percebeu nesses dias em casa que ele não está querendo muito contato, fica um trauma desse período de internação.”
Super Chico: menino com Down que encantou o país recebe alta após ficar internado com Covid pela 2ª vez
Mas o importante é que o pequeno venceu mais uma batalha contra a Covid-19 e pode ir para casa com a sua mochilinha, a capa e a roupa de super-herói. O Chico recebeu alta na última quinta-feira (9) e mais uma vez a equipe do Fantástico acompanhou a ida dos pais ao hospital para buscá-lo e a volta para casa. (Veja no vídeo acima).
“Eu falo sempre que eu visualizo a força do Chico, ele fazendo essa força nos movimentos dele, como se ele tivesse afastando a “kriptonita” dele. A força dele para viver é inspiração para todos nós de que não podemos perder a esperança, não podemos esmorecer, porque mesmo quando ele estava sedado eu sei que ele podia sentir a nossa energia, a energia positiva de todos em volta dele.”
Initial plugin text
Pequeno super-herói
Super Chico ganhou apelido após viver seis meses em hospital de Bauru
Arquivo pessoal
O pequeno morador de Bauru começou a somar seguidores nas redes sociais depois que a mãe dele resolveu contar a história do Super Chico, como ficou conhecido, que já venceu muitas batalhas desde que nasceu, nas redes sociais.
O bebê com síndrome de Down, que, segundo a mãe, sempre saía das inúmeras cirurgias pelas quais passava com um sorriso no rosto, emocionou os internautas.
Francisco nasceu prematuro e morou por seis meses no hospital. Segundo Daniela, nesse tempo ele lutou muito pela vida e acabou ganhando o apelido de Super Chico, nome inspirado nos heróis e em São Francisco de Assis.
A festa de aniversário para comemorar o primeiro ano de vida de Francisco contou com mais de mil pessoas em frente à rua da casa da família. A renda das barraquinhas foi destinada para duas entidades sociais.
O pequeno super-herói precisou ser internado um dia antes do evento e acompanhou tudo através de videoconferência junto com a mãe.
Apelido surgiu por causa de São Francisco de Assis
Arquivo Pessoal
No ano seguinte, para comemorar os dois anos de vida, Chico teve a segunda festa com o intuito de reverter a renda das barraquinhas que vendem produtos a preços populares para entidades assistenciais.
No ano passado, o aniversário de 4 anos do Super Chico teve uma comemoração especial. Além de receber homenagens de diversos artistas nacionais famosos, como o seu “xará” Chico Buarque , a família decidiu realizar um drive-thru solidário, com venda de kits com renda revertida para entidades de Bauru.
Mãe de menino com síndrome de Down conta rotina na web
Arquivo pessoal
No ano passado, Super Chico recebeu homenagem de diversos artistas nacionais ao completar 4 anos
Arquivo pessoal
VÍDEOS: assista às reportagens da região:
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2021/12/13/mae-de-super-chico-relata-alivio-ao-ver-filho-em-casa-apos-internacao-na-uti-por-covid-a-forca-dele-e-inspiracao.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp