MENU

14/12/2021 às 17h06min - Atualizada em 15/12/2021 às 01h00min

Desumidificadores nas adegas inibem a proliferação de microrganismos indesejados

Uma grande vilã na preservação do vinho é a umidade. Dentre outros, pode levar ao desenvolvimento de fungos, culminando em odor que penetra na garrafa e estraga a bebida.

DINO
http://www.thermomatic.com.br

O vinho é uma bebida que começou a ser conhecida no Brasil já em 1500, trazido pelos europeus. A bebida que já é muito famosa por aqui, faz cada vez mais sucesso conquistando novos adeptos a cada dia.

Dados estatísticos divulgados pela plataforma Cupom Válido apontam que o vinho nunca foi tão consumido no Brasil como no ano de 2020. O país chegou à marca de 2,78 litros per capta. Isso sem dúvida é um dado extraordinário. Representa um aumento de cerca de 30% em relação ao período anterior. Em 2020, o consumo foi de 501 milhões de litros.

Informações do IBRAVIN, Instituto Brasileiro do Vinho, dão conta de que o Brasil é o 5º maior produtor da bebida no Hemisfério Sul. Do total de vinho consumido pelos brasileiros, 69% são de origem nacional. Os restantes 31% são produtos importados. Definitivamente, impostos e as constantes altas do dólar tem um peso bastante elevado nesta balança. Com 42%, o Chile é o país do qual o Brasil mais importa vinho. Na sequência vêm Argentina e Portugal.

Uma grande vilã na preservação do vinho é a umidade. Dentre outros, pode levar ao desenvolvimento de fungos, culminando em odor que penetra na garrafa e estraga a bebida. Abaixo de 50%, as rolhas podem secar e a bebida acaba oxidando e acima de 70% as rolhas e os rótulos vão mofar. Para o vinho, o ideal é que a umidade esteja entre 60% e 65%. 

Quando a armazenagem é feita corretamente, a umidade garante que a rolha ficará devidamente expandida e manterá a vedação necessária para a preservação do vinho. O recomendado é que a umidade seja devidamente controlada, não se excedendo nem para mais nem para menos.

Para manter a umidade sob controle em adegas, o uso de desumidificadores de ar se torna uma opção. Com um desumidificador é possível controlar a umidade em adegas, mantendo-a entre 60% e 65%, conforme recomendação de especialistas da área.

O produto mantém níveis corretos de umidade mesmo em regiões onde ela é abundante, como no litoral e em regiões serranas. Ele preserva os rótulos, evitando seu descolamento e a consequente desvalorização do produto.

Manter a vedação necessária da rolha garantirá a preservação do vinho. O mais importante é manter sempre todos os requisitos, de forma que a qualidade jamais seja prejudicada.

Mais informações sobre o controle de umidade em vinhos e adegas em:

https://www.thermomatic.com.br/aplicacoes-desumidificadores-para-comercio/desumidificador-para-adega-garantia-de-qualidade-e-sabor.html



Website: http://www.thermomatic.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp