17/12/2021 às 09h07min - Atualizada em 17/12/2021 às 09h07min

​UENP é listada em ranking mundial sobre sustentabilidade para universidades

Este foi o primeiro ano em que a UENP foi listada em um ranking internacional de sustentabilidade.

Assessoria
Assessoria
A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) foi listada no Green Metrics World Ranking, que retrata políticas de sustentabilidade para universidades em todo o mundo. A inscrição no ranking foi um projeto realizado entre a Assessoria de Gestão de Sustentabilidade (AGPS) e a Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI) da UENP.

Para realizar a inscrição, a AGPS coletou dados de todos os setores da Universidade. Foram respondidas questões de seis áreas temáticas: (1) Infraestrutura; (2) Energia; (3) Resíduos; (4) Água; (5) Transportes; (6) Educação e Pesquisa.

O tema deste ano é “Universidades, UI GreenMetric e os ODSs na época da pandemia”. De acordo com a organização do ranking, o objetivo foi focar nos esforços das universidades para continuar seus programas e políticas de sustentabilidade durante a pandemia da Covid-19. Neste ano, foram listadas 956 instituições de diferentes países do mundo. No cenário nacional, 50 universidades participaram.

Este foi o primeiro ano em que a UENP foi listada em um ranking internacional de sustentabilidade. A coordenadora da Assessoria de Gestão das Políticas de Sustentabilidade (AGPS) e engenheira ambiental, Johicy Parra, destaca que a colocação da UENP não está muito distante de outras universidades estaduais do Paraná. “Ficamos no 641º lugar, enquanto a Estadual de Londrina, na 588º, e a Estadual de Maringá (UEM) está na 505º posição”, disse. “A inscrição no Green Metrics foi o primeiro passo no caminho que estamos trilhando rumo a uma gestão mais sustentável da nossa Universidade”, complementa Johicy. A Universidade de São Paulo (USP) obteve a melhor colocação geral dentre as instituições brasileiras no ranking geral, ficando em 10° lugar geral.

A Assessora para Projetos Internacionais, Carolina Martoni, salientou a importância da parceria entre a AGPS e CRI. "Recebemos o convite para participar do ranking pela CRI e imediatamente contactamos a AGPS para a coleta dos dados. Foi um trabalho de colaboração entre os setores do início ao fim, desde o levantamento dos dados, até a tradução das informações para a língua inglesa e a submissão na plataforma. Ficamos muito felizes com o convite e com a oportunidade de figurar em um ranking internacional cuja temática é de extrema relevância", afirmou.

O pró-reitor de Planejamento e Avaliação Institucional, Bruno Ambrozio Galindo, ressaltou a importância de estar listado no ranking e como isso beneficiará na avaliação dos resultados das ações e estratégias desenvolvidas pela AGPS. “Para que possamos avaliar o nosso desempenho, ter indicadores é fundamental e o Green Metrics é muito interessante, ele pega indicadores de áreas distintas e transforma num índice global. Isso vai nos permitir comparar o desempenho ambiental da UENP com outras universidades no Brasil e no mundo. Ano a ano poderemos avaliar se estamos evoluindo ou retrocedendo”, observa.

“Sem contar que é uma espécie de uma auditoria externa, nós fornecemos os dados com bastante seriedade, e o cálculo é feito por uma instituição totalmente isenta. Então isso vai nos permitir acompanhar nossa evolução ao longo dos anos e vai nos dar a certeza de uma avaliação de qualidade”, finaliza Bruno.

Confira a lista das universidades mais sustentáveis do Brasil e do mundo: https://greenmetric.ui.ac.id/rankings/overall-rankings-2021

Green Metrics World Ranking
A Universitas Indonesia (UI) iniciou o ranking em 2010, que mais tarde ficou conhecida como UI GreenMetric World Rankings da Universidade. A intenção era criar uma pesquisa online para retratar políticas e programas de sustentabilidade para universidades em todo o mundo.

As classificações eram estruturadas nos conceitos de Meio Ambiente, Economia e Equidade. Noventa e cinco universidades de 35 países participaram da versão 2010 da UI GreenMetric: 18 da América, 35 da Europa, 40 da Ásia e 2 da Austrália.

Em 2020, 912 universidades de 84 países em todo o mundo participaram. Isso mostra que o UI GreenMetric foi reconhecido como o primeiro a registrar classificações universitárias mundiais em sustentabilidade.

Benefícios da participação
As universidades que participam das classificações UI GreenMetric, enviando seus dados podem esperar desfrutar de uma série de benefícios como internacionalização e reconhecimento, aumento da consciência das questões de sustentabilidade, mudança social e ação e networking. O registro é gratuito.

Objetivos:
• Contribuir para discursos acadêmicos sobre sustentabilidade na educação e ecologização do campus;
• Promover a mudança social liderada pela universidade no que diz respeito aos objetivos de sustentabilidade;
• Ser uma ferramenta de autoavaliação da sustentabilidade do campus para instituições de ensino superior (IES) em todo o globo;
• Informar governos, agências ambientais internacionais e locais e a sociedade sobre a sustentabilidade programas no campus.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp