MENU

23/12/2021 às 14h57min - Atualizada em 23/12/2021 às 14h57min

​Atunorpi participa do 16º Festival das Cataratas em Foz do Iguaçu

Entidade participou de reuniões estratégicas para fortalecer e promover a Região Turística Norte Pioneiro e AEIT Angra Doce

Assessoria
Divulgação
A Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná (Atunorpi) esteve presente na 16ª edição do Festival das Cataratas entre os dias 1 e 3 de dezembro, onde promoveu os destinos turísticos do Norte Pioneiro do Paraná. O evento aconteceu no Rafain Palace Hotel & Convention em Foz do Iguaçu.

Os representantes da Atunorpi ainda participaram de reuniões importantes do setor de turismo. Foram apresentadas no festival, que é um dos mais importantes do país, o Angra Doce, Rota do Café e a Rota do Rosário, além da promoção de alguns empreendimentos da região.

“Representando o Angra Doce, apresentamos o município de Carlópolis com ênfase no Frutfest 2022 e o vídeo promocional da área de interesse turístico federal Angra Doce. Nos stands o foco foi promover a produção local como cafés especiais e cervejas artesanais e os destaques foram os destinos turísticos de Jacarezinho e Ibaiti”, explicou o consultor da Atunorpi, João Gouveia Cezar do Coletivo Pratique Turismo Regional.

Ainda durante o festival a Atunorpi operou na base de negócios da Paraná Turismo com a Rota do Rosário e foram promovidos alguns empreendimentos do Angra Doce como Aguativa e Daj Resort, entre outros. “Participamos da última reunião do ano do GT do turismo religioso do estado do Paraná como visita técnica no templo budista e na mesquita de Foz do Iguaçu, além de termos acesso e contato com várias lideranças”, destacou o presidente da Atunorpi, Welington Trautwein Bergamaschi.

Ainda segundo João Gouveia, o Norte Pioneiro foi elogiado pela atuação e condução da Rota do Rosário. “Ainda participamos da última reunião do ano do CEPATUR como membro do conselho. Nesta reunião foram lançadas as regiões turísticas e as pessoas que ajudaram a fortalecer o Paraná Turístico 2026 como embaixadores”, explicou.

Durante o festival houve um fluxo de aproximadamente 180 agentes de viagens e muitos interessados no destino turístico do Norte Pioneiro. “Muitos ficaram interessados em trazer grupos para a região, para a Rota do Rosário, para a Rota do Café e para os resorts. Mais uma vez, fomos destaque de organização, articulação e geração de negócios. Isso gera um impacto muito positivo, tanto na imagem quanto na qualidade do turismo que temos aqui na região, quanto também no desenvolvimento do produto turístico na geração de negócios”, finalizou João Gouveia.

O coordenador de eventos da Paraná Turismo, André Poletti destacou a importância do Festival Cataratas. “A Paraná Turismo participou de uma forma bastante expressiva como estado anfitrião e essa oportunidade deu ao estado um espaço maior para promoção de todos os destinos. Estivemos com um stand institucional de 90 metros em que pudemos expor todas as empresas e cooperados comercializados e também tivemos um outro espaço de 90 metros onde foram expostas as regiões turísticas, as 15 regiões do estado. Foi muito promissor esse evento e trouxe alguns resultados que já começamos a colher”, destacou André.

Poletti ainda frisou a realização paralela ao evento da reunião do Cepatur (Conselho Paranaense de Turismo) e também das instâncias de governança regionais. “A participação foi bastante interessante e a retomada do turismo está acontecendo de forma bastante efetiva. A campanha ‘Paraná seu próximo destino’ está em evidência hoje em nível nacional”, concluiu o coordenador de eventos da Paraná Turismo.

Durante o Festival Cataratas, o presidente da Atunorpi, Welington Trautwein Bergamaschi, ainda se reuniu com representantes do Ministério do Turismo e da Embratur para falar sobre Angra Doce. “Conversamos sobre o mapa do mergulho do Ministério do Turismo, onde a região do Norte Pioneiro está inclusa. O mapa inclui água salgadas, quanto águas fechadas, onde está nossa região de Angra Doce”, destacou o presidente.

Welington ainda comentou que durante a reunião foi discutida a possibilidade de montar um museu submerso. “Este museu atrairia mais turistas para mergulhar e fazer essa visita, além da importância de estarmos no mapa do mergulho do Brasil”, frisou. “Participamos também do Fórum dos Secretários da ANSEDITUR (Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo), onde foi debatido sobre o movimento de retomada do turismo, compartilhando ideias e experiências que visam beneficiar os municípios no movimento pós pandêmico”, disse.

A Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (ANSEDITUR) é um colegiado que representa os destinos turísticos brasileiros que busca fortalecer as relações com o governo federal e estaduais, e que hoje tem como o principal objetivo recuperar e reestruturar o turismo regional durante e após a pandemia. A BRAZTOA (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) reúne as mais diversas empresas de operação, agenciamento de viagens e representação de serviços turísticos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp