MENU

26/12/2021 às 22h25min - Atualizada em 27/12/2021 às 00h00min

Chuvas na Bahia afetam mais de 431 mil pessoas, deixam 16 mil desabrigados e 18 mortos

Governo do Estado eleva para 72 as cidades em situação de emergência, mais de 50 municípios estão debaixo d'água; nova barragem se rompe e a previsão é de mais chuva nos próximos dias

Jovem Pan
https://jovempan.com.br/noticias/brasil/chuvas-na-bahia-afetam-mais-de-431-mil-pessoas-deixam-16-mil-desabrigados-e-18-mortos.html

As chuvas que atingem a Bahia já afetaram 430.869 pessoas, informou o governo estadual, na noite deste domingo, 26. De acordo com os dados totalizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), o Estado já tem 16 mil desabrigados devido às enchentes, além de 19.580 desalojados, 18 mortos e 2 desaparecidos. A quantidade de feridos, até o momento, está em 286, mas o número não foi atualizado desde o último boletim por falta de informações. A situação no território baiano é tão desesperadora que, na tarde deste domingo, o governador Rui Costa (PT) colocou mais 47 municípios em estado de emergência, subindo para 72 as cidades baianas nas quais os efeitos das tempestades resultaram na medida.

“Visitei Itabuna e Itajuípe e as imagens são muito fortes. Na história recente da Bahia, não lembro de tragédia tão grande. Vamos seguir trabalhando e cuidando das pessoas”, lamentou Rui Costa, em vídeo postado em sua conta no Twitter, no início da tarde deste domingo. Até o momento, 58 cidades baianas estão debaixo d’água, segundo balanço parcial divulgado pela Defesa Civil. Por isso, o foco das autoridades está em salvar as pessoas ilhadas. “Nesse momento [o objetivo é] salvar as pessoas com botes, helicópteros. Tirar as pessoas de cima dos telhados, de cima das casas, de pontos ilhados”, afirmou o governador, que sobrevoou algumas regiões de helicóptero.

Além da preocupação com as pessoas desabrigadas, o governo da Bahia também monitora as situações das barragens estaduais. No último sábado, a prefeitura de Itambé já havia emitido um alerta para o rompimento da barragem de Iguá e solicitado para que todas as pessoas deixassem as margens do rio Verruga. Já na manhã deste domingo, foi a vez de Jussiape, na região da Chapada Diamantina, anunciar que uma barragem se rompeu, informando que uma “enxurrada” deve atingir algumas áreas do município. Para piorar, conforme a previsão da MetSul Meteorologia, as fortes chuvas devem continuar atingindo o território baiano nos últimos dias de  2021 – os maiores volumes de água devem ficar concentrados no oeste e no sul do Estado.

Força-tarefa

Para tentar conter uma das piores tragédias da história da Bahia, governadores de Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Norte, Maranhão, Paraíba e Sergipe enviaram bombeiros militares, viaturas, aeronaves, botes e um barco. “Nós estamos com helicópteros, inclusive de outros estados. Quero agradecer aos governadores do Nordeste, do Maranhão, do Ceará, Sergipe, e também dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Mas, precisamos de tempo porque a área é muito grande. Vale do Jiquiriçá, região de Ipiaú, de Gandu, no Oeste da Bahia, infelizmente, também têm cidades alagadas. Aqui no sul da Bahia são muitas cidades”, disse o governador, que ampliou mais uma vez a estrutura de apoio às vítimas. Além de Ilhéus, as cidades de Itapetinga, Vitória da Conquista, Ipiaú e Santa Inês também contam com postos avançados para facilitar o trabalho dos bombeiros.

Rui Costa informou que vai permanecer em Ilhéus coordenando as ações de apoio às vítimas e convocou a população para ajudar na conscientização das pessoas que vivem em áreas de risco. “Se você conhece alguém em qualquer dessas cidades que viva em área de risco, avise para que essas pessoas deixem suas casas. Se você mora em áreas mais baixas, não resista em deixar sua casa, se a água começou a chegar, saia de casa imediatamente, procure um lugar seguro, a casa de um amigo, de um parente, ou um abrigo da prefeitura”, disse, em mensagem gravada para a população baiana. “Vou dormir aqui, e vamos continuar visitando as cidades, apoiando e acompanhando o atendimento dos bombeiros, dos policiais, das equipes médicas. Eu conto com a ajuda de vocês para vencer essa tragédia, acrescentou.



Fonte: https://jovempan.com.br/noticias/brasil/chuvas-na-bahia-afetam-mais-de-431-mil-pessoas-deixam-16-mil-desabrigados-e-18-mortos.html

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp