MENU

01/03/2022 às 21h47min - Atualizada em 02/03/2022 às 00h00min

China acena com mudança de posição e se dispõe a ajudar em cessar-fogo na Ucrânia

Governo chinês, um dos poucos que não havia condenado a invasão autorizada por Vladimir Putin, divulgou comunicado no qual diz respeitar a 'soberania e integridade territorial de todos os países'

Jovem Pan
https://jovempan.com.br/noticias/mundo/china-acena-com-mudanca-de-posicao-e-se-dispoe-a-ajudar-em-cessar-fogo-na-ucrania.html

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, afirmou, nesta terça-feira, 1º, que Pequim está pronta para buscar um cessar-fogo e uma solução diplomática para a guerra entre Rússia e Ucrânia. Na primeira conversa de Yi com o chanceler ucraniano, Dmytro Kuleba, desde o início da invasão, em 24 de fevereiro, a autoridade chinesa disse estar “extremamente preocupado” com os danos que o conflito no Leste Europeu causa aos civis. Em um comunicado divulgado após o diálogo, que ocorreu por telefone, o governo chinês afirmou que “a Ucrânia está disposta a fortalecer as comunicações com a China e espera que a China desempenhe um papel na realização de um cessar-fogo”, acrescentando que a nação asiática defende a “soberania e integridade territorial de todos os países”.

A manifestação de Pequim representa uma mudança de posição da China em relação à invasão da Ucrânia. Na votação da resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que condenou o ataque, os chineses se abstiveram – Índia e Emirados Árabes foram os outros dois países que não se posicionaram contra os ataques autorizados pelo presidente russo, Vladimir Putin. Além disso, a China vinha atribuindo à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) a culpa pelo início da guerra. No comunicado oficial, a administração chinesa destaca que uma das prioridades, neste momento, é “evitar que o conflito aumente ou mesmo saia do controle”. “À medida que a guerra continua a se expandir, a principal prioridade é aliviar a situação para evitar que o conflito aumente ou mesmo saia do controle, especialmente para evitar danos a civis e garantir o acesso seguro e oportuno à ajuda humanitária”, diz um trecho do documento.

 

Imagem do mapa ucraniano com regiões afetadas pela invasão da Rússia

Imagem do mapa ucraniano com regiões afetadas pela invasão da Rússia

Infográfico com regiões da Ucrânia atingidas por explosões e bombardeios



Fonte: https://jovempan.com.br/noticias/mundo/china-acena-com-mudanca-de-posicao-e-se-dispoe-a-ajudar-em-cessar-fogo-na-ucrania.html
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

73.5%
17.3%
1.3%
1.0%
0.6%
2.2%
0.3%
0.3%
0.3%
0.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp