MENU

04/03/2022 às 11h02min - Atualizada em 04/03/2022 às 11h02min

​Filme conta história do projeto social de Piraju que revelou Pepe Gonçalves

O documentário "Correntes", produzido pelo Olimpíada Todo Dia, mostra a história do projeto Navegar, hoje bastante consolidade na região

Portal 014
Divulgação
Pepe Gonçalves é atualmente um dos maiores nomes da canoagem slalom brasileira. Suas primeiras remadas na modalidade aconteceram no Rio Paranapanema, através de um projeto social chamado Navegar, localizado em Piraju. Um pilar para Pepe, o projeto faz um trabalho de extrema importância para a canoagem brasileira, tendo também formado outros grandes atletas. Para mostrar a história do Navegar, o Olimpíada Todo Dia produziu o filme “Correntes”, disponível no YouTube e que traz entrevistas e imagens exclusivas de treinos e bastidores do projeto (confira abaixo).

A história do Navegar está diretamente ligada a Piraju, cidade de 29 mil habitantes, localizada a cerca de 330km da capital paulista. Apesar de pequena, ela é um ponto turístico marcado por suas belezas naturais, incluindo o Rio Paranapanema, onde desde muito tempo se registrou a prática de modalidades como natação, vela e mergulho. Foi justamente buscando fomentar a prática esportiva na região que o projeto social surgiu em 2002.

Caracterizado por ser um rio agitado, o Paranapanema logo atraiu os olhares de um professor de Piracicaba que instalou uma escolinha de canoagem slalom em Piraju. Com o rio propenso ao desenvolvimento da modalidade, o professor do Navegar, Claudinei de Almeida, trouxe-a para o projeto, adaptou e passou a ensiná-la às crianças.

“Você tem que ter muito cuidado, porque ele [o rio] é perigoso, muito traiçoeiro. Ele está calmo, mas se aumentar [o nível de água] uns dois palmos já muda completamente, fica mais forte. E esse rio é único, água limpa, bastante peixe”, descreve José Augusto Vieira, um dos atletas do projeto. Seu treinador, Claudinei, explica que a canoagem slalom foi bem recebida em Piraju justamente pelo contato precoce das crianças com a adrenalina e a coragem devido à interação com o rio. “Está no DNA”.

A situação do Navegar mudou de patamar em 2008, quando Poliana de Paula foi para os Jogos Olímpicos de Pequim. Nascida em Piraju, a atleta foi a primeira mulher brasileira a conseguir classificação olímpica na canoagem slalom. Única representante do país naquela edição, ela chegou até a semifinal do K1 e terminou na 14ª colocação. “Pensávamos em inclusão social, ‘dar uma remadinha’, cuidar melhor das crianças e, de repente, conseguimos uma vaga para a seleção brasileira e logo depois uma vaga olímpica.

Porém, aquele era apenas o começo e pouco tempo depois, mais atletas do Navegar integraram a seleção brasileira, participando de torneios Sul-Americano e Pan-Americano. A consagração veio nos Jogos Olímpicos da Rio-2016 quando Pepe Gonçalves, Anderson Oliveira e Charles Correa, crias de Piraju e do Navegar foram os três representantes brasileiros do naipe masculino, “o que nem esperávamos”. Naquela edição, aliás, Pepe fez história ao tornar-se o primeiro sul-americano a chegar numa final olímpica, terminando em sexto lugar no K1 na ocasião. Já Anderson e Charles terminaram em 11º lugar na disputa do C2.

Superação
Antes de ser um dos celeiros da canoagem slalom mundial, muitos desacreditavam da ideia do projeto. “Quando você vê um atleta seu remando numa Olimpíada, passa um filme da sua vida, de tudo o que correu atrás”, comenta Claudinei. Após tantas conquistas, o Navegar tem hoje uma ótima reputação em Piraju e região. “Você já tem uma certeza de que quando sair na rua e falar com uma criança, ela vai responder: ‘Sim, professor. Eu posso. Vou chegar lá. Vi que você falou que os meninos um dia estariam numa Olimpíada’”, confessa o treinador.

Uma das revelações da nova safra da canoagem slalom é José Augusto Vieira, que conheceu a modalidade através de seu irmão, já praticante de longa data. “Estar aqui com esses atletas, Pepe, Poliana, Pedro Henrique, Charles e o Anderson é uma felicidade imensa. Saber que eles saíram de onde eu comecei. Onde tudo começou para eles está começando para mim”, revela. “Eu penso que um dia isso vai mudar minha vida completamente”.

Confira abaixo o filme “Correntes”, produzido pela OTD e disponível no YouTube:

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

73.9%
18.0%
1.4%
0.4%
0.7%
1.8%
0.4%
0.4%
0.4%
0.4%
2.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp