MENU

21/03/2022 às 14h58min - Atualizada em 21/03/2022 às 14h58min

​Presidente da Atunorpi é eleito coordenador da câmara de Estruturação de Destinos do Turismo Religioso do Paraná

Reunião aconteceu nesta segunda-feira (14) para a eleição dos coordenadores do colegiado e das câmaras temáticas para o biênio 2022-2023

Assessoria Atunorpi
Assessoria Atunorpi
O presidente da Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná – Atunorpi, Wellington Bergamaschi, foi eleito na última segunda-feira (14), durante reunião de representantes do Grupo de Trabalho do Turismo Religioso do Paraná para ser o coordenador da câmara de Estruturação de Destinos. Outros coordenadores do colegiado e das câmaras temáticas foram eleitos também para o biênio 2022-2023.

O encontro foi de forma híbrida, com a participação de pessoas de diversas cidades paranaenses que têm no segmento a oportunidade não apenas de renovar a fé, como também de incentivar o turismo e a economia regionais.

O grupo de trabalho foi instituído em 2020 para promover estudos e fomentar os roteiros religiosos no Paraná, criando uma política de incentivo ao segmento, que é o terceiro que mais recebe visitantes no Estado. São 299 atrativos religiosos mapeados pelo grupo de trabalho, que envolvem roteiros das quatro matrizes de tradições religiosas: Oriental, Indígena, Africana e Ocidental.

Eliseu Rocha, representante da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), se mantém como coordenador-geral do grupo de trabalho. Alessandra de Paula Xavier (Paraná Turismo) foi eleita para a coordenação da câmara de Planejamento, Giovanni Bagatini (Fecomércio) para câmara de Capacitação, Wellington Bergamaschi (Atunorpi) para câmara de Estruturação de Destinos, e Pedro Kempe (Abav), com suplência de Francisco Izidoro (secretário municipal de Administração e Turismo de Lunardelli, Vale do Ivaí) para câmara de Produtos e Roteiros.

O coordenador-geral explica que o Grupo de Trabalho está se consolidando com a ampliação das rotas e atrativos religiosos no Paraná. “Quando o grupo foi criado, tínhamos apenas uma rota, e agora chegamos a todo o Estado e com vários roteiros que se apresentam dentro do modelo que discutimos no grupo”, disse Rocha.

“Nosso desafio é unir todo o Paraná em torno do mesmo propósito, para que os municípios que já têm um atrativo consolidado possam compartilhar a experiência, o progresso e tudo aquilo que deu certo com aqueles que estão iniciando”, afirmou o representante da Sejuf.

Eliseu Rocha ainda destacou a importância da Rota do Rosário para o turismo religioso do Paraná. “A Rota do Rosário dentro do grupo de trabalho do turismo religioso ela tem uma significação muito importante, pois foi devido ao surgimento da Rota do Rosário que se iniciou um trabalho de turismo religioso no estado do Paraná, ela é pioneira. Tudo que realizamos, experimentamos, dentro da Rota do Rosário, serve de laboratório e exemplo para as outras regiões do estado do Paraná e do Brasil”, afirmou.

Entre os atrativos do turismo religioso do Paraná estão templos, santuários, mesquitas, igrejas e roteiros que reúnem diversos locais de devoção, além dos festejos e celebrações que fazem parte do calendário turístico estadual e recebem milhares de romeiros todos os anos.

A Rota do Rosário é um exemplo perfeito. Ela é formada por um percurso de mais de 600 quilômetros que abrange 12 municípios dos Campos Gerais e do Norte Pioneiro, passando por 15 santuários, além de igrejas, capelas e patrimônios culturais, históricos e arquitetônicos das duas regiões.

Integrante da Rota do Rosário, o santuário de São Miguel Arcanjo, em Bandeirantes, recebe milhares de peregrinos todos os meses. O número de fiéis aumenta muito em setembro, quando cerca de 30 mil pessoas participam das comemorações religiosas, o que influencia no turismo das cidades do entorno, como Itambaracá e Cambará.

“O incentivo ao turismo religioso tem um impacto muito grande nos municípios, principalmente nos menores, que têm necessidade de ampliar a geração de empregos e fazer com que as pessoas não se mudem para outros locais”, ressaltou a prefeita de Itambaracá, Mônica Zambon. “Somos vizinhos de Bandeirantes, ficamos ao lado do santuário, e recebemos peregrinos vindos de São Paulo. Iniciativas que fomentam esses roteiros e facilitam a recepção dos turistas são muito importantes para o nosso crescimento”, destacou.

Atunorpi- Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná é uma entidade civil, caracterizada como associação de natureza turística, cultural e ambiental e foi fundada em 19 de agosto de 2015.  É a Instância de Governança Regional responsável pela Região Turística do Norte Pioneiro. Atualmente a região é integrada por 18 municípios: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Amélia, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

74.5%
16.7%
1.5%
0.9%
0.6%
2.1%
0.3%
0.3%
0.3%
0.6%
2.3%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp