MENU

21/03/2022 às 17h04min - Atualizada em 21/03/2022 às 17h04min

​Assassinato de jovem gera onda de protestos e pedidos por justiça

Matheus Alexandre Mattos, de 22 anos, foi morto a tiros após discussão por som alto

Tribuna do Vale
Divulgação
O brutal assassinato do jovem estudante Matheus Alexandre Mattos, de 22 anos, ocorrido em Jacarezinho neste fim de semana, tem causado uma série de protestos e pedidos por justiça em incontáveis manifestações pelas redes sociais.

A maioria absoluta das publicações a respeito pede por justiça e lamenta a brutalidade com que a vida de um universitário foi tirada. Também devem acontecer manifestações presenciais durante a semana, pedindo a prisão dos responsáveis pelo homicídio.

Entre centenas de pessoas que se manifestaram publicamente, está Rodolfo Fiorucci, diretor do campus de Jacarezinho do IFPR (Instituto Federal do Paraná), instituição onde a vítima estudou há alguns anos.

“Matheus foi assassinado por alguém que tinha uma arma em casa. O que mais precisa acontecer para vocês entenderem que essa cultura do ódio que tomou o país e o intragável culto às armas só traz desgraças?”, disse em publicação no sábado.

Após concluir o curso de Técnico em Alimentos no IFPR, Matheus atualmente era aluno de Ciências Contábeis da UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná) no campus de Cornélio Procópio.

CRIME
Matheus e mais alguns amigos participavam de uma confraternização na madrugada de sábado (19) em uma casa no Parque dos Mirantes quando pouco antes das 4h da manhã vizinhos reclamaram da altura do som.
 
Após um vizinho que seria policial militar ir até o local da confraternização teria tido início uma discussão que logo se tornou troca de agressões. Segundo testemunhas, o filho do PM, sob orientação do pai, teria ido até a sua casa buscar a arma e ao voltar se deparou com a briga, quando efetuou disparos contra Matheus e seus colegas.

Matheus foi atingido e morreu antes mesmo de receber atendimento médico. Já os colegas fugiram e conseguiram escapar dos disparos. A princípio, o autor dos tiros e seu pai não foram encontrados e também não se apresentaram à polícia.

Matheus foi sepultado no cemitério de Jacarezinho sob forte comoção popular no domingo. A Polícia Civil de Jacarezinho abriu inquérito para investigar o homicídio.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

73.3%
17.7%
1.3%
0.7%
0.7%
2.0%
0.3%
0.3%
0.3%
0.7%
2.7%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp