MENU

26/04/2022 às 09h50min - Atualizada em 26/04/2022 às 09h50min

Parceria resulta em sucesso do projeto Renova

Marcos Junior
Divulgação
O Projeto RENOVA é uma iniciativa do Hospital Nossa Senhora da Saúde de Santo Antônio da Platina em parceria com a 19ª Regional de Saúde. Ele é coordenado pelo médico cirurgião plástico Dr. Jefferson Bagatim e surgiu com a necessidade dos pacientes que aguardam por cirurgia plástica eletiva para correção de defeitos congênitos da orelha.

O coordenador explica que as filas de espera são constantes e torna-se importante levar em consideração o tempo de espera para a realização das avaliações e cirurgias por médicos especialistas, tempo que foi ampliado devido a COVID.

O diretor da 19ª Regional de Saúde Marcelo Nascimento esteve nesta semana em conversa com o médico Jefferson Bagatim. “Quero parabenizar pelo projeto que é importante para podermos sempre estar atendendo a população de todo o Norte Pioneiro”, comenta. Ele ainda destaca que as cirurgias serão feitas gratuitamente através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Dentre os principais diagnósticos destes pacientes com problemas na região auricular está a orelha de abano, que é o mais comum dentre os defeitos congênitos da orelha, atingindo cerca de 5% da população e proveniente de herança genética.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, podendo ser corrigida a partir dos 7 anos de idade. Segundo o Dr. Jefferson Bagatim, a cirurgia para este tipo de problema, a chamada otoplastia, é considerada simples e o tempo de repouso para adultos retornarem às atividades normais é de cerca de dois ou três dias. Já no caso de crianças e adolescentes, o tempo aproximado é de sete dias.

As deformidades de orelha, aparentemente inofensivas do ponto de vista clínico e físico, podem causar grandes desajustes sob a ótica psicológica do paciente. Os indivíduos com estas deformidades são vítimas de intimidação, opressão, humilhação e, até mesmo, violência, através de ofensas e atitudes, proferidas por outros, que exaltam tais diferenças em seu meio social (escola, na rua, comunidade), o chamado bullying.

O efeito do bullying na vida de um ser humano, seja ele de qualquer idade, é capaz de gerar muitos problemas como baixa autoestima, baixo rendimento na escola e/ou evasão escolar, depressão, tristeza, abandono de emprego, isolamento social e até mesmo homicídio e/ou suicídio, o que dá a este tipo de cirurgia plástica a conotação de cirurgia reparadora e não mais cirurgia de ordem estética.

Conforme Dr. Cláudio Luiz, Diretor Clínico do Hospital, é importante frisar que as avaliações dos pacientes no hospital já se iniciaram no mês de março de 2022, através de agendamentos feitos via Sistema CARE-PR – Sistema Central de Acesso à Regulação do Paraná, dando mais transparência ao Projeto, sendo as quatro primeiras cirurgias realizadas em 02 de abril de 2022.

O Diretor Administrativo do Hospital, Sr. Francisco Edno da Silva, está confiante com o projeto, colocando-se à disposição da equipe da 19ª Regional de Saúde para planejar mais projetos como este, desde que dentro da capacidade instalada do hospital, firmando o compromisso de todos na busca por uma saúde digna à população, que propicie qualidade de vida, transparência nos atendimentos e resolutividade aos pacientes do Sistema Único de Saúde.

O Projeto RENOVA continuará ativo até que consigamos zerar a fila de pacientes com este tipo de diagnóstico dos 22 municípios que compõem a 19ª Regional de Saúde, podendo ser reativado a qualquer tempo, desde que tenhamos pacientes para serem atendidos e profissionais qualificados para tal.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

73.3%
17.4%
1.3%
1.0%
0.6%
2.3%
0.3%
0.3%
0.3%
0.6%
2.6%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp