17/05/2022 às 17h31min - Atualizada em 17/05/2022 às 17h31min

​Policia Civil identifica autor de homicídio de mototaxista

Suspeito também é mototaxista e disse à polícia que agiu em legítima defesa

Ta no Site com PCPR
Divulgação
A Polícia Civil identificou na tarde desta segunda-feira (16) o autor do homicídio ocorrido nesta madrugada, no Jardim Bela Vista 2, em Santo Antônio da Platina/PR, que vitimou o mototaxista Marcolino da Silva, de 30 anos, com ao menos dois disparos de arma de fogo (um no peito e um nas costas).

O crime aconteceu por volta das 4h30 na rua Inglaterra. A Polícia Civil foi acionada para atender local de homicídio, onde a vítima foi encontrada já desfalecida com sinais de ter sido alvejada por disparos de arma de fogo, sendo acionado o Instituto Médico-Legal e Instituto de Criminalística para as perícias de praxe.

Em seguida o delegado e sua equipe de investigação iniciaram as diligências para apurar a autoria e motivação do crime, sendo ouvidas testemunhas e obtidas provas importantes para elucidação do caso que oportunamente serão divulgadas.

Ainda pela manhã, os policiais civis identificaram o autor como sendo um homem, de 33 anos, o qual também é mototaxista. Segundo apurado pela investigação a origem da animosidade entre o autor e a vítima se iniciou há cerca de uma semana, em um ponto de táxi onde ambos trabalhavam, em razão de um dos envolvidos ter pegado a corrida do outro, ocasião em que ocorreram agressões, ofensas verbais e ameaças de morte.

No meio da tarde o suspeito se apresentou espontaneamente à Polícia Civil, acompanhado de advogado, alegando que agiu em legítima defesa, argumentando que estava sendo ameaçado de morte e a vítima estava o aguardando em frente ao seu local de trabalho, e quando o viu disse: “agora você vai morrer”, o que o obrigou a realizar disparos de arma de fogo.

O autor alegou que comprou a arma de fogo somente em razão das ameaças de morte, e que depois do fato empreendeu fuga e jogou a arma no meio do mato à margem da rodovia. A equipe foi ao local indicado pelo suspeito, e embora realizadas buscas a arma usada no crime não foi encontrada.

A Polícia Civil informou que a investigação continua em andamento, sendo que o inquérito policial foi instaurado pela prática, em tese, do crime de homicídio qualificado (motivo fútil e impossibilidade de resistência da vítima).


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp