03/06/2022 às 12h22min - Atualizada em 03/06/2022 às 12h22min

​Núcleo de Apoio Psicológico realiza roda de conversa com acadêmicos de Direito

O NASP faz parte de uma das ações de assistência estudantil e visa promover o bem-estar de toda comunidade acadêmica

Assessoria
Divulgação
O Núcleo de Apoio Psicológico (NASP) da Universidade Estadual do Norte do Paraná realizou, na segunda-feira, 30, conversa com a turma do quinto ano do curso de Direito da Instituição. O bate papo fez parte da disciplina de Direito Tributário.

O professor da disciplina, Renato Bernardi, aponta que a ideia de levar o profissional do NASP para conversar com os alunos surgiu após notar que a crescente preocupação dos acadêmicos com o exame da Ordem dos Advogados do Brasil. “Com o passar dos anos, tenho visto a evolução dessa ansiedade, da gana deles passarem na prova mesmo antes de terminar a faculdade. Vira uma espécie de competição entre os alunos, uma competição em nada saudável, que prejudica o curso do quinto ano e que prejudica também psicologicamente cada um dos alunos”, frisou.

De acordo com o psicólogo do Núcleo, William Kenji Maruyama, o objetivo da intervenção feita junto a turma foi promover o intercâmbio de experiências relativas às pressões pessoais enfrentadas em meio à vida acadêmica. “Embora esse momento tenha sido mediado por mim, enquanto psicólogo, o protagonismo da conversa ocorreu mesmo por parte dos alunos, que compartilharam suas vivências e interagiram entre si, correlacionando aquilo sofrido por seus colegas com as suas próprias experiências”, destacou.

A aluna Sandy dos Reis Silva apontou que, apesar de a turma estar receosa no começo, depois que os primeiros alunos compartilharam suas experiências em relação à prova da OAB, que foi o tema principal da conversa, os demais se sentiram mais confortáveis em expor suas vivências e opiniões. “Foi uma conversa bem interessante, principalmente para todos perceberem que não há pessoas que não tenham inseguranças e medos nessa fase que estamos vivendo e que, às vezes, olhamos para as pessoas da sala e achamos que está tudo bem com elas, mas, na verdade, há muita coisa por trás”, contou.

O acadêmico João Pedro Furian Diniz destacou que saber que tem um acompanhamento psicológico oferecido pela Instituição é algo muito importante. “Nos mostra que, apesar de acharmos que não, em alguns momentos e situações específicas, a Instituição se preocupa com os alunos. Oferecer esses tipos de programas e assistência é muito importante para o cuidado com a saúde mental dos estudantes, principalmente aqueles que, como nós, estão no último ano e se sentindo sobrecarregados e prejudicados com tantas cobranças. A conversa com o psicólogo foi uma iniciativa muito legal e importante para nós”, disse.

A acadêmica Maria Eduarda Antunes da Costa acentuou que a conversa ajudou os colegas a se conectarem. “Trocamos muitas experiências, muitas pessoas se abriram e rolaram várias identificações, além da segurança de ter o suporte psicológico da Universidade que ele deixou à disposição e muita gente nem conhecia. Somos, em média, 60 alunos por turma e muitos estão enfrentando algum sofrimento que o outro nem sabe, foi bom pra gente se conectar, ter empatia com alguns colegas, se identificar também, não nos sentirmos sozinhos”, relatou.

Também foram levantadas questões informativas a respeito do adoecimento psíquico no meio universitário, o quão vulneráveis estão os alunos, por estarem submetidos a tantas pressões distintas em suas vidas cotidianas e foi realizada uma apresentação do NASP, para os alunos conhecerem melhor o programa. “Considerando esse cenário, em que os estudantes universitários encontram-se tão vulneráveis ao adoecimento psíquico, por estarem expostos a tantos agentes estressores, torna-se fundamental a presença de um profissional da saúde mental que os acolha e faça desse momento algo mais proveitoso, tanto no sentido de uma produção intelectual, quanto no sentido mais pessoal da coisa”, frisou William.

Sobre o NASP

Criado em 2018 pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) da UENP, o NASP faz parte de uma das ações de assistência estudantil e visa promover o bem-estar de toda comunidade acadêmica. Suas atividades compreendem atendimentos psicológicos, ações psicoeducativas nas escolas e a disseminação de conteúdos sobre saúde mental e cotidiano nas redes sociais.

O programa, apoiado pela Universidade Sem Fronteiras (USF), realiza o atendimento de forma gratuita. Para solicitar atendimento, os membros da comunidade acadêmica devem enviar e-mail para o endereço , contendo nome completo, comprovante de vínculo com a UENP e os horários de disponibilidade. Acompanhe o NASP também pelo Instagram @nasp.unep.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp