14/06/2022 às 08h55min - Atualizada em 14/06/2022 às 08h55min

​Clínica de Enfermagem da UENP realiza campanha de vacinação antirrábica

Para os alunos que não tomaram a vacina antirrábica, a recomendação é procurar a unidade do município

Assessoria
Divulgação
A Clínica Universitária de Enfermagem e Multiprofissional da UENP, em parceria com a Secretaria de Saúde de Bandeirantes, realizou a campanha de imunização antirrábica para alunos dos cursos de Medicina Veterinária e Ciências Biológicas da instituição. A vacina protege a pessoa da exposição ao vírus da raiva, comumente encontrada nos animais.

“Na minha opinião, a vacinação antirrábica deveria ser uma exigência para o graduando em Medicina Veterinária no ato da matrícula na Universidade, pois a vacinação é uma medida de segurança para o próprio aluno em campo de estágio. Deste modo, não podemos esquecer dos alunos que cursam Ciências Biológicas que realizam estágio relacionado a morcegos, pelo fato do animal ser um grande transmissor da raiva”, destaca a enfermeira e diretora administrativa da Clínica de Enfermagem da UENP, Fernanda Marinho.

Para os alunos que não tomaram a vacina antirrábica, a recomendação é procurar a unidade do município, localizada na Rua Vicente Inácio Filho, s/n, Vila Maria (ao lado da Rádio Cabiúna) em Bandeirantes. A campanha acontece de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h. Para receber a vacina, é necessário ter o CPF e cartão de vacina em mãos, para registro da dose.

A enfermeira e coordenadora do Setor de Imunização de Bandeirantes, Carla Caroline Zanatta, ressalta que a vacinação é importante para a proteção do aluno, mas é essencial que ele faça a sorologia para avaliar a conversão da vacina no organismo. “Após 15 dias às duas doses da vacina de pré-exposição, é necessário coletar a sorologia, o que pode ser feito na Vigilância Sanitária, sem custo”, informa.

“A sorologia deve ser feita anualmente em pessoas que trabalham com risco de exposição a raiva e são vacinadas, se vier abaixo do indicado é feito uma dose de reforço com a vacina antirrábica, independente de quando tomou o esquema de pré-exposição”, complementa Carla.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp