15/06/2022 às 10h47min - Atualizada em 15/06/2022 às 10h47min

​Moro diz que pretende iniciar visitas no Paraná e cita Jacarezinho

De acordo com Moro, quem decidirá a eventual candidatura será a população paranaense

Redação
Ana Zimmermann/RPC
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, fez um pronunciamento nesta terça-feira (14) à imprensa na cidade de Curitiba e citou que pretende percorrer várias cidades do Paraná. Durante sua fala o ex-ministro citou Jacarezinho como uma das cidades a percorrer.

O pronunciamento foi feito após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo negar a transferência do título eleitoral de Moro para a capital paulista. Ele afirmou que não sabe se será candidato nas eleições. De acordo com Moro, quem decidirá a eventual candidatura será a população paranaense.

Ele diz que pretende "iniciar um périplo pelas cidades do Paraná. A decisão da Justiça Eleitoral manteve o domicílio eleitoral de Moro em Maringá (PR). Para que ele seja candidato o nome deve primeiro ser aprovado na convenção partidária do União Brasil (partido no qual é filiado) do Paraná entre 20 de julho e 5 de agosto.
 
"Sei que tem muitas dúvidas sobre o que irei fazer no Paraná. Há muitos questionamentos se vou ser candidato a deputado, senador e, eventualmente, governador, mas, no fundo, o meu objetivo primário é circular o Paraná, me reconectar com o povo paranaense", disse Moro. Ele citou a possível passagem por cidades como Paranaguá, Foz do Iguaçu, Maringá, Londrina, Cascavel, Pato Branco e Jacarezinho.

Segundo o jornal O Tempo, o União Brasil já contratou pesquisas para sondar as intenções de voto de Moro em eventuais candidaturas ao Senado e ao governo do Paraná. O ex-procurador federal Deltan Dallagnol é pré-candidato a deputado federal e o senador Álvaro Dias, pré-candidato à reeleição. Ambos dividiriam votos com Moro.

“Acima de tudo, quem vai decidir isso é a população paranaense, ouvindo-os, vendo o que tem de seus problemas, dos seus relatos, das soluções que buscam”, acrescentou. Durante o pronunciamento, estavam sentados à mesa ao lado de Moro os deputados federais Felipe Francischini, presidente do União Brasil no Paraná, e Luciano Bivar, presidente nacional do União Brasil.

Veja trecho do pronunciamento:


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp