09/07/2022 às 20h35min - Atualizada em 10/07/2022 às 00h55min

Urnas são abertas para eleições de senadores no Japão após assassinato de Shinzo Abe

Eleições são realizadas à sombra do assassinato, mas o primeiro-ministro, Fumio Kishida, e outros políticos insistiram que o acontecimento não poderia interromper o processo eleitoral.

G1 Mundo
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/07/09/urnas-sao-abertas-para-eleicoes-de-senadores-no-japao-apos-assassinato-de-shinzo-abe.ghtml



Eleições são realizadas à sombra do assassinato, mas o primeiro-ministro, Fumio Kishida, e outros políticos insistiram que o acontecimento não poderia interromper o processo eleitoral. Shinzo Abe discursa momentos antes de ser baleado pelas costas no Japão
The Asahi Shimbun/via Reuters
Os japoneses começaram a votar na manhã deste domingo (noite de sábado, 9, no Brasil) nas eleições para a Câmara Alta do Parlamento, que ocorre apenas dois dias após o assassinato de Shinzo Abe. O ex-primeiro-ministro foi morto durante um comício de campanha. A votação deve ampliar a maioria legislativa do governista Partido Liberal Democrático, ao qual pertencia Abe.
As eleições são realizadas à sombra do assassinato, mas o primeiro-ministro, Fumio Kishida, e outros políticos insistiram que o acontecimento não poderia interromper o processo eleitoral. "Nunca devemos permitir que a violência suprima a expressão durante as eleições, que são a base da democracia", disse Kishida.
Leia também:
O que se sabe sobre o suspeito do assassinato de Shinzo Abe, ex-primeiro-ministro do Japão
Por que assassinato do ex-premiê pode mudar Japão para sempre
Além disso, o primeiro-ministro tirou tempo para oferecer condolências à família de Abe em Tóquio, onde o corpo chegou na tarde de sábado, após sair de um hospital na região Oeste do Japão.
O assassinato, que ocorreu na sexta-feira (8), chocou tanto o país quanto a comunidade internacional, gerando uma onda de condenações até mesmo de nações com as quais o belicoso Abe tinha relações às vezes difíceis, como China e Coreia do Sul.
O homem apontado como autor do crime, Tetsuya Yamagami, de 41 anos, está sob custódia e disse aos investigadores que atacou Abe porque acreditava que o político estava ligado a uma organização não identificada. A imprensa local descreveu a organização como religiosa e afirmou que a família de Yamagami sofria com problemas financeiros como resultado das doações de sua mãe ao grupo.
Assassino diz que atirou em Shinzo Abe por acreditar que ex-premiê pertencia à organização que ele odiava

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/07/09/urnas-sao-abertas-para-eleicoes-de-senadores-no-japao-apos-assassinato-de-shinzo-abe.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp