12/07/2022 às 10h31min - Atualizada em 12/07/2022 às 10h31min

​Atunorpi inicia visitas técnicas para potenciais geossítios no Norte Pioneiro

Geossítios podem ser formados por rochas, fósseis, ou até mesmo o solo podem estar entre as características próprias destes locais

Assessoria
Assessoria
A equipe da Atunorpi, Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná, formada pelo presidente Welington Bergamaschi e o consultor João Gouveia Cezar, deu início às visitas técnicas para conhecer potenciais geossítios em várias cidades do Norte Pioneiro. Eles foram acompanhados pelos geólogos do Instituto Água e Terra, Gil F. Piekarz e Luís Tadeu Cava.

As primeiras visitas aconteceram nas cidades de Ibaiti, Carlópolis, Guapirama, Joaquim Távora, Santo Antônio da Platina, Bandeirantes e Andirá. Geossítios ou também chamados de Sítios Geológicos, são locais bem delimitados graficamente e que concentram formações geológicas com um grande valor científico, estético, ecológico, turístico, cultural e educativo.

Os geossítios podem ser formados por rochas, fósseis, ou até mesmo o solo podem estar entre as características próprias destes locais e ajudam a contar a história da Terra. Um conjunto de geossítios forma o Patrimônio Geológico de uma determinada área e isto é o que está em estudo com as visitas técnicas da Atunorpi para descobrir potenciais geossítios do Norte Pioneiro.

“O Norte Pioneiro tem inúmeros atrativos geológicos que ainda precisam ser catalogados e descritos tecnicamente. Nesse momento, a importância dessa visita a seis geossítios, nos credencia a ser referência no Estado. Damos início a um projeto que atrai turismo internacional pela exclusividade da experiência dos atrativos geológicos”, destacou o presidente da Atunorpi, Welington Bergamaschi.

O geólogo Gil F. Piekarz que acompanhou todo o trajeto comentou sobre alguns pontos visitados. “Quanto a Pedra Santa, eu nunca tinha visto este tipo de formação assim e o Tadeu que andou muito por essa região também falou que é a primeira vez que vê uma situação dessa”, disse sobre a visita em Santo Antônio da Platina. Ele também comentou outro ponto alto da expedição, a visita à Bandeirantes. “Essa lava em corda tem em outras partes do derrame de basalto que chamamos de grupo em Serra Geral, mas não tão bonitas. São raras. Ela é bem exclusiva, como essa ai", disse.

O consultor da Atunorpi, João Gouveia Cezar destacou a importância dos achados para o turismo da região. “O Norte Pioneiro é um oásis em história geológica, pretendemos organizar um circuito de geossítios, que irá nos conceder um novo selo turístico. Nossa pretensão é posicionar todo o Norte Pioneiro como um local de extenso valor histórico geológico, atrativos turísticos únicos, com serviços diferenciados, educação ambiental, programas pedagógicos e quem sabe até atrair mais investimentos e turistas, pensando nessa descoberta, que é mais uma oportunidade de validação da riqueza e alta atratividade para todo o Norte Pioneiro do Paraná”, frisou.

Atunorpi- Associação Turística do Norte Pioneiro do Paraná é uma entidade civil, caracterizada como associação de natureza turística, cultural e ambiental e foi fundada em 19 de agosto de 2015.  É a Instância de Governança Regional responsável pela Região Turística do Norte Pioneiro. Atualmente a região é integrada por 18 municípios: Andirá, Bandeirantes, Cambará, Carlópolis, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Ibaiti, Itambaracá, Jacarezinho, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Amélia, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Tomazina e Wenceslau Braz.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp