MENU

13/08/2020 às 08h01min - Atualizada em 13/08/2020 às 08h01min

​Novo período de monitoramento da dengue começa sem registros na região

Tribuna do Vale
Tribuna do Vale
O novo período de monitoramento da dengue, que teve o primeiro boletim epidemiológico divulgado na terça-feira (11), começou sem registros de casos entre os 22 municípios da região na área de atuação da 19ª Regional de Saúde.

Os números trazem algum alívio, já que a região (e todo Estado) vem de um ano epidemiológico com números recordes de casos de dengue. Embora não exista tempo para estabelecer um parâmetro de comparação, a expectativa é que de que este novo período tenha dados mais brandos.

O período anterior, que obteve casos recordes, também começou sem casos confirmados. Contudo, depois houve um crescimento substancial das estatísticas da dengue. Jacarezinho teve o maior número entre os municípios da 19ª Regional de Saúde, com 2.362 casos, seguido por Santo Antônio da Platina, com 1.382 casos, e Cambará, com 618 casos.

Somados, os 22 municípios desta micro região registraram o total de 5.122 casos de dengue de agosto de 2019 a julho de 2020. 

ESTADO

Em todo o Paraná este primeiro informe do novo período epidemiológico tem 79 novos casos confirmados, em 29 municípios. As cidades com maior registro de casos confirmados na primeira publicação são Foz do Iguaçu (20), Londrina (14) e Pérola (9).

A Sesa monitora os dados da dengue desde 1991. O primeiro boletim apresentou 161 notificações, 16 casos confirmados sendo que todos foram importados, os pacientes foram infectados fora do Paraná. O primeiro informe não teve registro de óbitos.

O ano de 2007 marcou a primeira grande epidemia de dengue no Paraná. Foram mais de 50 mil notificados, cerca de 26 mil casos confirmados e sete pessoas morreram. A série histórica da doença aponta que o último período, de 2019/2020, foi o de maior registro de casos, finalizado com 227.724 confirmações e 177 óbitos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp