14/10/2022 às 17h31min - Atualizada em 15/10/2022 às 00h00min

Nova PCH entra em operação no Paraná com 9,85 megawatts de potência

Uma nova Pequena Central Hidrelétrica (PCH) acaba de entrar em operação no Paraná. Foi inaugurada nesta sexta-feira (14), em Anahy, região Oeste, a PCH Zeca Golin, com investimentos de R$ 50 milhões e capacidade instalada de 9,85 megawatts (MW) de potência

AEN
https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Nova-PCH-entra-em-operacao-no-Parana-com-985-megawatts-de-potencia


Nova PCH entra em operação no Paraná com 9,85 megawatts de potência


Eriksson Felipe Denk
sex, 14/10/2022 - 17:31

14/10/2022 - 18:00


A PCH Zeca Golin – localizado no rio Sapucaia, entre os municípios de Anahy e Iguatu – levou aproximadamente 12 anos para obter o licenciamento ambiental, com processo resolvido apenas nesta gestão do Instituto Água e Terra (IAT).


Uma nova Pequena Central Hidrelétrica (PCH) acaba de entrar em operação no Paraná. Foi inaugurada nesta sexta-feira (14), em Anahy, região Oeste, a PCH Zeca Golin, com investimentos de R$ 50 milhões e capacidade instalada de 9,85 megawatts (MW) de potência.



Inicialmente registrada como Fazenda do Salto, a usina recém-inaugurada teve seu nome alterado em homenagem a um dos diretores, que faleceu antes de conseguir ver a obra concluída. 



A PCH Zeca Golin – localizado no rio Sapucaia, entre os municípios de Anahy e Iguatu – levou aproximadamente 12 anos para obter o licenciamento ambiental, com processo resolvido apenas nesta gestão do Instituto Água e Terra (IAT), e 24 meses para ser construída. A geração média anual será de 47.390 MWh/ano de energia elétrica.



A construção da PCH abriu 140 novos postos de trabalho no município, que possui cerca de 2,7 mil habitantes, desde o início da construção. Ela pertence ao Grupo Paineira Participações, que possui outras 11 usinas, entre PCHs, CGHs em diferentes regiões do Brasil.





LICENCIAMENTO – De acordo com a Associação Brasileira de PCHs e CGHs (Abrapch), o Paraná, ao lado de Goiás, foi o estado que mais licenciou pequenas hidrelétricas nos últimos três anos, com um aumento de 37% no número de licenças emitidas, entre licença prévia (LP), licença de instalação (LI) e licença de operação (LO).



Para a presidente da Abrapch, Alessandra Torres de Carvalho, a inauguração dessa PCH demonstra a evolução nos processos de desburocratização para licenciamentos. "Um levantamento da Abrapch junto ao órgão ambiental no Paraná apontou que as áreas de proteção ambiental foram triplicadas com a instalação de 89 PCHs e CGHs, entre os anos de 2014 e 2022, por conta das contrapartidas ambientais", afirmou.



Para a instalação desse empreendimento foi necessária a supressão florestal de 951 hectares, correspondente às áreas estritamente necessárias para a instalação da usina e da casa de força. No entanto, os empreendedores garantiram a recomposição florestal de 3.119 hectares, quase 3,5 vezes mais.





CENÁRIO NACIONAL – O Brasil tem potencial para expandir a sua capacidade de geração de energia renovável proveniente de Pequenas Centrais Hidrelétricas em até 13.700 megawatts – aumento em aproximadamente quase 300% no atual parque. Atualmente, as PCHs e CGHs somam, juntas, 6.350 megawatts de potência instalada, com a possibilidade de chegar a aproximadamente 20.000 megawatts com os projetos já inventariados. Apenas na região Sul existem atualmente 407 PCHs e CGHs em operação, com potencial para outros 828 projetos.















Conteúdo replicado da Agência Estadual de Notícias via RSS



Fonte: https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Nova-PCH-entra-em-operacao-no-Parana-com-985-megawatts-de-potencia
Link
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp