30/10/2022 às 21h26min - Atualizada em 31/10/2022 às 00h02min

Eleição de Lula: veja como a mídia estrangeira noticiou o resultado da votação

Jornais salientaram que a disputa foi acirrada e que a derrota de Bolsonaro significa a rejeição à extrema direita.

G1 Mundo
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/10/30/eleicao-de-lula-veja-como-a-midia-estrangeira-noticiou-o-resultado-das-eleicoes.ghtml



Jornais salientaram que a disputa foi acirrada e que a derrota de Bolsonaro significa a rejeição à extrema direita. Lula: 'Tentaram me enterrar vivo e estou aqui'
Logo que o resultado das eleições foi decretado, jornais estrangeiros noticiaram a vitória de Lula (PT) na votação.
Os veículos de imprensa afirmaram que se trata de uma derrota do movimento de extrema direita de Jair Bolsonaro (PL).
Compartilhe esta reportagem pelo WhatsApp
Compartilhe esta reportagem pelo Telegram
New York Times, Estados Unidos
Imagem de texto do New York Times sobre a vitória de Lula
Reprodução/New York Times
O "New York Times" abriu uma cobertura ao vivo, com notas sobre os resultados. Quando o resultado da eleição de Lula foi confirmado, o jornal americano escreveu o seguinte: "Eleitores no Brasil no domingo afastaram o presidente Jair Bolsonaro após apenas um mandato e elegeram o ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva para substituí-lo".
O jornal disse que a derrota de Bolsonaro é uma rejeição à extrema direita e dos quatro anos do atual presidente no cargo. O "New York Times" também afirmou que a vitória de Lula é um renascimento político "impressionante", pois ele foi presidente, foi preso e, agora, reeleito. Para o jornal, é algo que parecia impossível.
LEIA TAMBÉM
Líderes internacionais cumprimentam Lula por vitória na eleição; veja repercussão
Lula vence o segundo turno e volta para o terceiro mandato de presidente
Washington Post, Estados Unidos
O jornal chama Lula de "ícone da esquerda da América Latina" e diz que essa é uma volta marcante com menos de três anos depois da saída de Lula da prisão.
Imagem da publicação do Washington Post sobre a vitória de Lula nas eleições no Brasil
Reprodução/Washington Post
"Lula recebeu 50,83% dos votos, de acordo com os resultados preliminares, voltando ao poder com a promessa de defender a democracia, restaurar a justiça social e salvar a floresta amazônica".
The Guardian, Reino Unido
O jornal também abriu uma cobertura ao vivo. O texto diz que Lula triunfou sobre o atual presidente Bolsonaro, de extrema-direita, Jair Bolsonaro.
Imagem do texto do Guardian sobre vitória de Lula
Reprodução/The Guardian
Para o jornal, essa foi uma das eleições mais significativas na história do país.
The Telegraph, Reino Unido
O jornal diz que o atual presidente Jair Bolsonaro perdeu as eleições em uma votação de segundo turno acirrada contra o líder de esquerda Lula.
Reprodução da chamada do Telegraph
Reprodução/The Telegraph
La Nación, Argentina
Reprodução da página do La Nación sobre a vitória de Lula
Reprodução/La Nación
O jornal argentino afirmou que a campanha foi traumática e que dividiu o Brasil "como nunca na história recente". O "La Nación" diz que o país voltará a esquerda com a vitória por 50,73% contra 49,27% do presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro.
O "La Nación" também diz que a diferença apertada reavivou os temores sobre a reação de Bolsonaro.
Clarín, Argentina
Imagem da notícia publicada pelo Clarín sobre a vitória de Lula
Reprodução/Clarín
O "Clarín" afirmou que a votação aconteceu com normalidade, e que Bolsonaro liderou até mais da metade da contagem, quando os votos do Nordeste, região muito fiel ao líder do PT, permitiu que Lula tomasse a dianteira.
Le Figaro, França
O jornal lembrou que Lula fez 77 a três dias da votação. Para o “Le Figaro”, esse foi um momento de trégua “em uma campanha eleitoral violenta como o velho lutador nunca havia enfrentado em suas cinco candidaturas anteriores”.
Página do Le Figaro sobre a vitória de Lula
Reprodução/La Figaro
O jornal afirma que essa é sem dúvida a última candidatura “do ícone da esquerda latino-americana”.
Le Monde, França
Chamada do Le Monde para reportagem sobre a vitória de Lula
Reprodução/Le Monde
O jornal deu as informações sobre factuais sobre as eleições e também afirmou que "a questão agora é se Jair Bolsonaro aceitará o veredito nas urnas, sendo o primeiro presidente candidato a um segundo mandato a não ser reeleito desde a volta à democracia em 1985."
Veja os vídeos mais assistidos do g1

Replicado material do portal G1 via RSS



Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2022/10/30/eleicao-de-lula-veja-como-a-midia-estrangeira-noticiou-o-resultado-das-eleicoes.ghtml
Link
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp