MENU

03/03/2020 às 15h17min - Atualizada em 18/08/2020 às 00h00min

A importância de aulas de Defesa Pessoal para as mulheres

Elas aprendem como agir em situações perigosas e como prestarem atenção nos sinais de possíveis ataques.

DINO
http://www.santamonica.rec.br

As mulheres têm sido diariamente alvo de muitos assédios e abusos, sejam eles na rua, no transporte público ou em outros lugares. De acordo com o último relatório do Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2018 foram registrados mais de 50 mil casos de violência sexual no país e, destes, 81,8% tiveram mulheres como alvo principal. Outro dado chocante do estudo revela que a cada 11 minutos uma mulher é vítima de estupro no Brasil. Estas estatísticas alarmantes têm gerado o crescimento do público feminino em aulas de Artes Marciais, ficando evidente a importância de aprenderem a forma correta de autodefesa.

A professora de Artes Marciais do Santa Mônica Clube de Campo, Giordana Souza, que foi Campeã Mundial de Karatê Tradicional, 15 vezes Campeã Brasileira e experiente Sensei, comenta o aumento de mulheres em aulas de lutas. “Elas estão buscando sua independência e saber se defender para não viverem sempre com medo. Além de aprenderem importantes técnicas e habilidades para se desvencilhar e neutralizar possíveis importunações, ataques ou agressões, a luta também traz benefícios físicos para o corpo e mente, gerando bem-estar e sensação de segurança para que exerçam suas atividades com mais tranquilidade”, diz.

Segundo Giordana, todas as artes marciais são consideradas formas de defesa pessoal, mas a dica mais importante é a pessoa se identificar com a modalidade que mais gosta. “Antes do início da prática é necessário descobrir com qual luta tem mais afinidade e facilidade para o aprendizado, já que cada uma apresenta suas características e preferências”, completa.

 

Aula de defesa pessoal ensina como agir diante de situações perigosas

Durante as aulas de defesa pessoal as mulheres aprendem como agir em situações perigosas e como prestarem atenção nos sinais de possíveis ataques. A prática das lutas também ajuda na agilidade, força, reflexo, resistência, raciocínio rápido, melhora também a autoconfiança e autocontrole, afirma Giordana.

Ela reforça ainda que as Artes Marciais só podem ser usadas na autodefesa em casos de extrema necessidade, onde se corre o risco de vida. A professora reforça que as técnicas auxiliam a possibilidade de fuga de uma situação de ameaça.

"As mulheres devem sempre estar atentas com o que acontece ao redor, prestando atenção nas possibilidades de risco. O ideal é estar preparada o tempo todo, garantindo a sua própria proteção”, finaliza.

 

Crédito foto: Divulgação do Santa Mônica Clube de Campo.



Website: http://www.santamonica.rec.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp