MENU

23/09/2020 às 19h12min - Atualizada em 24/09/2020 às 00h21min

Pandemia acelerou transformação digital do mercado imobiliário, afirmam líderes do setor

Tecnologia alavanca desempenho de corretores, mas não os substitui. Avaliação foi feita durante Real Estate World Connection, evento online da RE/MAX, que reuniu executivos de seis países e cinco continentes

DINO
http://www.remax.com.br

A segunda edição do Real Estate World Connection (REWC), realizada no dia 9 deste mês, teve como tema central um assunto que interessa a todos do mercado imobiliário - e fora dele: as estratégias de quem quebrou recordes de vendas durante a Covid-19.

A RE/MAX, organizadora do REWC, tem uma posição privilegiada para discutir a questão. Além de ter colecionado bons resultados no período, e mesmo superado números pré-pandemia, a empresa tem operações em mais de 110 países, 8 mil agências e 130 mil agentes, espalhados por todos os continentes.

Até por conta dessa capilaridade, o debate reuniu líderes da empresa de sete países diferentes: Brasil, Estados Unidos, México, Mongólia, França, Egito e Emirados Árabes. E o público, que assistiu ao REWC por YouTube e Zoom, foi ainda mais diverso: 12 mil pessoas de 45 nações.

Para Mike Reagan, vice-presidente de relações com a indústria da RE/MAX, a dimensão do evento traduz um sonho antigo da companhia que sempre quis ser global. "Diziam que não daria certo fora dos Estados Unidos. E hoje estamos em 110 países", afirmou. "E mesmo agora, frente a essa crise, vemos a diferença que faz ter uma comunidade internacional, com tanta gente e tantas ideias. O mercado imobiliário é fundamental para a economia, e nunca para".

Essa comunidade, por exemplo, ajudou a RE/MAX França a se antecipar a possíveis percalços, com a valiosa ajuda da RE/MAX Itália, atingida pela pandemia poucas semanas antes. Como consequência, até houve queda, mas junho e julho foram os melhores meses de sua história.

No Brasil, da mesma forma, o resultado também foi expressivo. "Batemos três recordes sucessivos de faturamento em junho, julho e agosto. Nossos números deste ano já alcançaram o do ano passado inteiro", disse Peixoto Accyoli, presidente e CEO da RE/MAX para o País.

O segredo: capital humano e tecnologia

Sergio Felgueres JR., COO da RE/MAX México, sublinhou a importância da tecnologia para superar os desafios impostos pelo distanciamento social, porém, ao mesmo tempo, alertou que ela é só um meio, que alavanca o desempenho de uma boa equipe. "O microfone é a tecnologia, mas quem canta é você", ilustrou.

Segundo ele, os novos tempos mostraram que é possível apresentar 20 imóveis a um cliente em um só dia, utilizando vídeos, imagens 360º e tours virtuais. Após selecionar um ou outro, a visita é feita e, finalmente, a compra é fechada. "Adquirir um imóvel é como comprar um vestido de noiva. Há uma emoção envolvida, e as pessoas ainda preferem fazer isso presencialmente e com a ajuda de um profissional", disse.

Temuulen Ganbold, CEO da RE/MAX Mongólia, diz que é necessário avançar ainda mais no uso da tecnologia para prospectar e fechar novos negócios. "Realidade virtual e aumentada, contratos digitais e inteligência virtual ganharão força no mercado imobiliário. Na minha concepção, nada será como antes e devemos ser agressivos na forma como adotamos novas tendências", disse.

O REWC, que contou ainda com a participação de Donatien Dumontier, CEO da RE/MAX França, e Khaled Nasser, CEO para Egito e Emirados Árabes, pode ser assistido na íntegra, e com tradução simultânea, neste link: https://www.youtube.com/watch?v=Vqp4E7QeJaE&feature=youtu.be#101965248.



Website: http://www.remax.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp