MENU

19/04/2020 às 21h41min - Atualizada em 19/04/2020 às 21h41min

​Funcionários do Hospital Regional protestam contra redução salarial

Luiz Bannwart com Lucas Aleixo / Tribuna do Vale
ANTÔNIO DE PICOLLI
Funcionários do Hospital Regional do Norte Pioneiro protestaram na tarde desta sexta-feira (17) contra a redução de aproximadamente 30% nos vencimentos dos profissionais, conforme teria sido anunciado, na quinta-feira (16), pela Atual Médica, empresa credenciada pela Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná (Funeas) para gerir o corpo de enfermagem da unidade.

De acordo com a categoria, os profissionais foram surpreendidos com a informação repassada por uma representante da Atual Médica na tarde de quinta-feira, que teria solicitado os documentos dos funcionários para renovação contratual, em até 24 horas, porém, mediante imposição da redução salarial estimada em 30%.
 
“Fomos contratados há dois anos pela Funeas por meio de PSS (Processo Seletivo Simplificado), que havia assumido a gestão do hospital no lugar do Cisnorpi (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro). Agora surge uma empresa terceirizada querendo cortar os nossos salários em 30% sem discutir o assunto com os enfermeiros, simplesmente impondo que isso aconteça? Não vamos concordar e lutaremos por nossos direitos!”, disse uma enfermeira que pediu anonimato. 

Ainda de acordo com os profissionais, assim que assumiu a gestão do corpo de enfermagem a Atual Médica teria informado à categoria, sem justificativa, que os benefícios como vale-refeição e vale-transporte seriam cortados. 
 
“Pior do que a atitude da Atual Médica em causar todo esse tormento moral e psicológico nos enfermeiros, que não medem esforços para trabalhar dia e noite para atender a população no Hospital Regional, é ver a direção da unidade inerte, sem fazer absolutamente nada para defender os funcionários. Pelo contrário, ainda somos ameaçados de demissão por protestar contra esse absurdo que está acontecendo com a gente”, desabafa outra enfermeira que também pede anonimato com medo de represálias. 

De acordo com os denunciantes, no caso dos técnicos de enfermagem os vencimentos giram em torno de R$ 2,3 mil mensal, somando salário base mais benefícios. Pela proposta da Atual Médica, os vencimentos passariam a ser compostos apenas por salário base e insalubridade totalizando em cerca de R$ 1,6 mil. 

Outro lado 

A reportagem fez contato com a Atual Médica, mas até o fechamento desta edição a única resposta obtida foi que a empresa ainda não assinou o contrato para gerir o Hospital Regional do Norte Pioneiro e que está apenas realizando um levantamento dos funcionários que atuam na unidade. Os questionamentos sobre manutenção ou redução de salários e/ou benefícios não foram respondidos. 

A reportagem também tentou ouvir a direção do Hospital Regional para esclarecer os problemas apontados pelos enfermeiros, mas sem sucesso.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp