09/07/2024 às 10h14min - Atualizada em 09/07/2024 às 10h14min

​Estudantes do Ganhando o Mundo retornam da Austrália com novas experiências

AEN
AEN
A noite deste sábado (6) foi de muita emoção para 33 estudantes da rede estadual de ensino que retornaram após quase seis meses de intercâmbio na Austrália e se reencontraram com pais e familiares no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais – outros 13 também desembarcaram em Foz do Iguaçu. Eles integram o grupo mais recente de intercambistas da edição 2024 do programa Ganhando o Mundo que estão regressando ao Paraná trazendo diversas experiências de vida na bagagem. 

Os alunos tiveram a oportunidade de estudar, durante os últimos meses, em um curso equivalente ao Ensino Médio no Brasil, além de aprimorar o estudo da língua inglesa e conhecer uma nova cultura. O desembarque encerra com sucesso a jornada internacional de aprendizagem dos adolescentes, que foram selecionados entre mais de 12 mil candidatos em 2023. Os primeiros 54 intercambistas que foram para a Austrália  desembarcaram em Curitiba no final de junho. 

Ao todo, mil alunos foram selecionados na edição 2024, sendo 250 para a Austrália, 400 para o Canadá, 50 para a Inglaterra e 250 alunos que estão na Nova Zelândia e irão desembarcar no Estado ao longo desta semana de acordo com o chefe do Departamento de Intercâmbios da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Marlon de Campos. 

“Nesta semana fechamos a chegada dos alunos que estão na Nova Zelândia, concluindo o retorno dos 950 que embarcaram entre janeiro e fevereiro e, em agosto, os últimos 50 estudantes desta edição vão viajar para os Estados Unidos”, explicou. 

De acordo com Campos, o programa foi sendo aprimorado desde a sua criação para garantir que todos os intercambistas tenham uma experiência positiva em todos os aspectos. “Esta já é nossa quinta edição nesse processo de articulação, gestão e cuidado com os nossos alunos. É muito importante que a experiência deles seja exitosa, feliz, que promova a aprendizagem, então tanto a equipe da Seed quanto as equipes e parceiros internacionais que acompanham os adolescentes trabalham em sinergia para que isso ocorra”, acrescentou.

EXPERIÊNCIA DE VIDA – Emocionada pelo reencontro com a família, Maria Luiza Almeida, de 16 anos, está ansiosa para reencontrar também os colegas e amigos de Turvo, na região Central do Paraná, e compartilhar com eles as experiências vividas na Austrália. “Eu estava muito nervosa no começo por causa da língua, mas consegui aprender bem e conheci muitas pessoas novas, vivi hábitos e experimentei comidas diferentes. Não vejo a hora de chegar na escola e contar tudo o que aconteceu para incentivar outras pessoas a se esforçarem para conseguir também”, contou.

Para Marcos Vinícius Bragança, 17, de Abatiá, no Norte Pioneiro, o intercâmbio para a Austrália despertou nele a vontade de se dedicar ainda mais aos estudos e a futuras viagens internacionais. “Foi mágico, uma coisa incrível. Eu tive contato com animais, lugares, pessoas, comidas e coisas que eu nunca teria no Brasil e isso me deu mais vontade de estudar, correr atrás do que eu quero, que é conhecer lugares diferentes, ainda mais agora que eu consigo entender e conversar melhor em inglês”, disse.

Também do Norte Pioneiro, mas de Santo Antônio da Platina, Maria Eduarda da Silva, 16, valorizou o amplo conhecimento cultural e linguístico obtido em apenas meio ano. “Lidar com uma língua nova é difícil no começo, mas as pessoas foram muito gentis e foi uma experiência incrível, de muito conhecimento. É uma experiência cultural que com certeza mudou muito a minha vida”, revelou.

Priscila de Fátima, 16, de Inácio Martins, na região Centro-Sul, demonstrou gratidão pela oportunidade de participar do Ganhando o Mundo. “Foi uma experiência incrível que eu nunca pensei que fosse viver, de estar em um país tão distante e com outra cultura por tanto tempo. Eu agradeço por ter vivido esse aprendizado que me fez voltar uma pessoa completamente diferente”, afirmou. “Espero compartilhar o que eu vivi lá aqui e quem sabe um dia eu poder voltar ou trazer alguns amigos que eu fiz lá para me visitar”, completou.

Link
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp