MENU

28/10/2020 às 11h19min - Atualizada em 28/10/2020 às 11h19min

​Festival se torna marco na Cultura Jacarezinhense

Assessoria UENP
Assessoria
Foram quatro dias de Festival, 21 apresentações gravadas e ao vivo, envolvendo mais de 70 artistas. A diversidade cultural contou com teatro, exposições de artes, shows ao vivo, contação de histórias, malabares, circo, oficinas, capoeira, curta-metragem, carnaval, grafite, entre outras. Por trás disso, mais de 20 profissionais trabalharam na produção e técnica, além da grande interação com o público através das lives e comentários nas transmissões, que ultrapassou 4 mil visualizações e mais de 15 mil pessoas alcançadas nas redes sociais.

“O Festival foi, sem dúvida, um grande marco na cultura local. Pela primeira vez os trabalhadores da cultura tiveram a oportunidade de se apresentarem por meio de um projeto que valorizasse a arte da nossa terra. Com certeza o evento foi o ponto de partida para que projetos como este passem a constituir o calendário dos municípios e das instituições. Muito obrigado a todos que realizaram esse sonho em tempos tão difíceis”, destacou o diretor de cultura da UENP, James Rios.

O Festival da Cultura Jacarezinhense teve como objetivo reconhecer, valorizar e apresentar a arte, bem como os artistas e profissionais do entretenimento local. Foi uma realização da Prefeitura Municipal, com o apoio da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Campus Jacarezinho e produção pela CNX Produções.

“O Festival Jacarezinhense da Cultura foi grande sucesso. Uma ótima experiência enquanto gestão de política pública para cultura e, com toda certeza, engrandecedora para os artistas e público. Gostaria muito de agradecer a todos que trabalharam nesse projeto e, sobretudo, às instituições que nos apoiaram: a UENP, na pessoa de sua reitora, professora Fátima; o IFPR, na pessoa de seu diretor, professor Rodolfo Fiorucci; e à CNX Produções, na pessoa do Renan Bonito”, agradece o prefeito de Jacarezinho, Sérgio Faria.

As atrações do festival foram selecionadas através do Edital Emergencial de Arte, Cultura e Entretenimento de Jacarezinho. Foram premiadas, com recurso público municipal, 31 propostas de apresentação de trabalhos artístico-culturais, todas elas produzidas por artistas jacarezinhenses. Parte dessas apresentações foram exibidas no Festival Cultural e parte será apresentada na 6ª Mostra de Arte e Cultura Afro-Brasileira da UENP, que acontecerá em novembro.

O quarto e último dia do Festival da Cultura Jacarezinhense, aconteceu no domingo, 25. A exposição virtual “Da tela para a vida: arte e artista que falam”, de Donizetti Nascimento e Marina Moura, deu início às apresentações. Em seguida, César Freitas ministrou a oficina de Bateria iniciante para crianças e jovens. Depois foi a vez da contação de história, “Rosicler: Uma Bela Adormecida”, com Julia Tunes e Bárbara Lamounier. Além disso, o público pode se divertir com o show da Banda Jacaraxé. Depois de muita música, foi a vez de conhecer a História do Circo, com Luiz Jorge Robatini Junior, do Circo di Itália. Para finalizar a noite, Adelvane Néia fez a segunda apresentação de teatro “Me declaro, viva…”.

O evento foi transmitido no YouTube, Facebook e site do festival, além das páginas da Diretoria de Cultura da UENP e do Departamento de Cultura no Facebook. Se você perdeu alguma atração ou quer assistir novamente, acesse aqui
https://www.youtube.com/channel/UCllF2ck3V5CPzipaUPikdsQ 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp