MENU

03/11/2020 às 18h09min - Atualizada em 03/11/2020 às 18h09min

​No Norte Pioneiro apenas Colégio Anésio em Jacarezinho e Antônio Martins em Ibaiti não serão cívico-militar

Colégio Edith de Souza em Santo Antônio da Platina ainda está em consulta, pois não alcançou quórum

Jivago França - PortalJNN
Divulgação
Em todo o Norte Pioneiro, até o momento, apenas o Colégio Estadual Anésio de Almeida Leite no bairro Aeroporto em Jacarezinho e Colégio Estadual Antonio Martins de Melo em Ibaiti votaram contra a migração para o modelo cívico-militar à partir de 2021.

No Colégio Anésio de Almeida Leite, foram 215 votos contrários a implantação e 83 favoráveis com um total de 298 votantes. Era necessário pelo menos 285 votos no colégio jacarezinhense para alcançar o quórum. No dia que iniciou as votações em Jacarezinho houve manifestação de professores em frente ao colégio que reprovou a mudança (foto). Já no colégio de Ibaiti foram 271 contra e 240 à favor, um total de 511 votos dentro dos 498 necessários para o quórum.

O Colégio Estadual Edith de Souza Prado de Oliveira em Santo Antonio da Platina é o único ainda no Norte Pioneiro, segundo a Agência Estaual de Notícias (AEN) que continua a consulta, pois não alcançou o quórum. São necessários pelo menos 333 votantes, número ainda não alcançado.

No Núcleo Regional de Educação de Jacarezinho, foram aprovados para migração para o modelo cívico-militar o Colégio Estadual Angelina Ricci Vezozzo em Cambará (222 votos à favor, 20 contra), a Escola Estadual Hercília de Paula e Silva em Carlópolis (364 à favor, 26 contra), o Colégio Estadual José Pavan em Jacarezinho (171 à favor, 31 contra), a Escola Estadual Dr. João de Rocha Chueiri em Ribeirão Claro (278 à favor, 45 contra), a Escola Estadual Ruth Martinez Corrêa em Ribeirão do Pinhal (146 à favor, 63 contra) e o Colégio Estadual Dona Moralina Eleutério em Santo Antonio da Platina (125 à favor, 56 contra).

No Núcleo Regional de Educação de Ibaiti, foram aprovados o Colégio Estadual Julio Farah em Ibaiti com 175 votos à favor e 20 contrários e o Colégio Estadual Segismundo Antunes Netto em Siqueira Campos com 345 votos à favor e 256 contra. Já no NRE de Wenceslau Braz foram aprovados os colégios João Paulo II em Arapoti com 292 votos à favor e 13 contra, Anita Canet em Jaguariaíva com todos os 251 votos à favor e nenhum contrário e Olavo Bilac também em Jaguariaíva com 217 votos à favor e oito contrários.

No NRE de Cornélio Procópio foram sete colégios aprovados. Colégio Estadual Prof. Mailon Medeiros em Bandeirantes (344 à favor, 5 contra), Colégio Estadual André Seugling em Cornélio Procópio (239 à favor, 30 contra), Colégio Estadual Monteiro Lobato também em Cornélio Procópio (456 à favor, 35 contra e um nulo), Escola Estadual Profª. Adélia Antunes Lopes em Jataizinho (267 à favor, 11 contra), Escola Estadual João XXIII em São Jerônimo da Serra (166 à favor, 32 contra e um nulo), Colégio Estadual João Turin em São Sebastião da Amoreira (263 à favor, 13 contra e um nulo) e Colégio Estadual Professor Paulo Mozart Machado em Uraí com 263 votos à favor, 46 contra e três nulos.

O processo de consulta pública começou na terça-feira, dia 27, e foi prorrogado durante o final de semana, conforme a lei que regulamenta os colégios cívico-militares. Para que seja concluída a consulta, é necessário quórum de mais da metade dos votantes com ‘sim’ ou ‘não’ para a mudança. Os 19 colégios que ainda não atingiram o quórum têm até às 20 horas desta quarta-feira (04) para finalizar a votação.

Até o momento, 72.615 pessoas já votaram na consulta pública em todo o Paraná. A comunidade escolar de cada uma das 216 instituições é composta por pais e responsáveis dos alunos, professores, funcionários da escola e estudantes a partir de 18 anos. Nas escolas que aprovaram a migração do modelo tradicional para o cívico-militar, a implantação do novo modelo será em fevereiro de 2021, com o início do calendário escolar.

Para que a implementação seja efetivada, é preciso que mais de 50% das pessoas aptas a votar participem da consulta e que a maioria simples dos votantes (50% e mais um voto) seja favorável ao programa — o maior do país na área, com investimento de R$ 80 milhões, direcionado a cerca de 129 mil alunos.

As escolas contarão com aulas adicionais de Português, Matemática e Civismo, possibilitando aos estudantes o aprofundamento no estudo sobre leis, Constituição Federal, papel dos três poderes, ética, respeito e cidadania. No Ensino Médio, haverá, ainda, a adição da disciplina de Educação Financeira.

Além de questões curriculares, outra mudança trazida pela nova modalidade de ensino — que será aplicada em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio — é a gestão compartilhada entre civis e militares. O diretor-geral e o diretor auxiliar permanecem sendo civis e as aulas continuam sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto o diretor cívico-militar será responsável pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Haverá, também, de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola.

CONFIRA:
É proibida a cópia ou reprodução total ou parcial dos artigos do PortalJNN bem como de suas imagens sem autorização por escrito. O conteúdo do PortalJNN é protegido pela Lei de Direitos Autorais (nº 9610/98).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

76.4%
15.7%
1.3%
0.8%
0.5%
1.8%
0.3%
0.3%
0.3%
0.5%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp