MENU

04/11/2020 às 10h31min - Atualizada em 04/11/2020 às 10h31min

Pais coletam assinaturas para anular consulta pública que reprovou implantação do ensino cívico-militar no colégio Antônio Martins de Mello

Informe Policial
InformePolicial
Um grupo de pais pretendem entrar com um pedido para anulação da consulta pública que recusou a implantação do ensino cívico-militar no Colégio Antônio Martins de Mello em Ibaiti na útima sexta-feira (30).

Após consulta pública com professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição, 53% optaram pela não implantação do novo modelo de ensino na escola. O coletivo de pais alegam que houve irregularides no pleito.

Os pais criaram um grupo no WhatsApp para angariar assinaturas para entrar com uma denúncia junto ao Ministério Público, à chefia do NRE de Ibaiti e à Secretaria Estadual de Educação.

Segundo postagem no Facebook o grupo de pais elegam que diante de inúmeros relatos de irregularidades havidas em torno da votação acerca da implantação do sistema cívico-militar na escola Antônio Martins de Mello, como telefonemas e abordagens diretas junto aos pais e responsáveis com o intuito de intimidar, constranger e manipular o resultado em desfavor da mudança, bem como por meio da propagação de fake news sobre a EJA, estão coletando assinaturas para um abaixo-assinado em 3 vias que serão encaminhadas simultaneamente ao Ministério Público estadual, ao Núcleo regional de Educação e à Secretaria Estadual de Educação com o intuito de anular a votação havida por estar comprometida pela imparcialidade e possível manipulação dos resultados apurados, e convocar nova votação.

No final da postagem o grupo solicita que os interessados compartilhem a publicação, marquem amigos para que tomem conhecimento da ação e ingressem no grupo de WhatsApp através do link disponível, onde estarão  repassando maiores informações:

Veja a postagem na íntegra:

ATENÇÃO PAIS E RESPONSÁVEIS DE ALUNOS DO COLÉGIO ESTADUAL ANTÔNIO MARTINS DE MELLO:

Diante de inúmeros relatos de irregularidades havidas em torno da votação acerca da implantação do sistema cívico-militar na escola supracitada, como telefonemas e abordagens diretas junto aos pais e responsáveis com o intuito de intimidar, constranger e manipular o resultado em desfavor da mudança, bem como por meio da propagação de fake news sobre a EJA, estaremos COLETANDO ASSINATURAS para um ABAIXO-ASSINADO em 3 vias que serão encaminhadas simultaneamente ao MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL, ao NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO e à SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO com o intuito de ANULAR a votação havida por estar comprometida pela IMPARCIALIDADE e POSSÍVEL MANIPULAÇÃO DOS RESULTADOS APURADOS, e convocar NOVA VOTAÇÃO.

Para tanto, solicito que os interessados COMPARTILHEM esta publicação, marquem amigos para que tomem conhecimento da ação e ingressem no grupo de WhatsApp através do link abaixo, onde estaremos repassando maiores informações:

O InformePolicial enviou um pedido à chefia do NRE de Ibaiti na manhã desta terça-feira (3), solicitando o posicionamento da instituição sobre o caso.

Em resposta pelo WhatsApp, o NRE de Ibaiti informou à reportagem que a solicitação foi enviada para a Comunicação da Secretaria de Educação e do Esporte em Curitiba, e que terça-feira foi recesso do dia do funcionário público, certamente nesta quarta-feira (4), haverá retorno.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para presidente do Brasil?

75.9%
16.0%
1.3%
0.8%
0.5%
1.9%
0.3%
0.3%
0.3%
0.5%
2.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp