MENU

09/12/2020 às 17h54min - Atualizada em 10/12/2020 às 00h00min

Brasileiros começam a ver o turismo regional com olhar mais otimista

Estudos de duas grandes empresas do ramo do turismo indicam que, em decorrência da pandemia, turistas brasileiros passaram a buscar mais destinos nacionais nos últimos meses, e o ecoturismo pode ganhar força nesse momento

DINO
https://www.korubo.com.br/

De acordo um estudo proposto pelo Viajala, buscador de passagens aéreas online, 36% dos brasileiros analisados afirmaram que planejam viajar pelo Brasil ainda em 2020. Esses dados foram coletados entre maio e junho, mas, dois meses depois, o número se mostra ainda maior (45%).

A pesquisa revela, ainda, que a maior parte dos turistas brasileiros demonstra menos preocupação com a duração das orientações relacionadas ao isolamento social. Ao todo, foram analisados três mil usuários da plataforma entre os meses de maio e setembro de 2020.

O otimismo do brasileiro quanto às viagens nacionais

Em um segundo levantamento promovido pela Booking, um dos maiores e-commerces voltados para turismo no mundo, essas informações são corroboradas. De acordo com os dados divulgados, a distância média de reservas caiu 63% entre os meses de junho e agosto, indicando uma tendência de turistas a preferirem os destinos mais próximos.

Anteriormente, a distância média percorrida por viajantes era de 1.557 km. Hoje, no entanto, esse número é de apenas 569 km. Ainda de acordo com o estudo, entre os meses de junho e agosto, grande parte (84%) da distância percorrida por turistas brasileiros foi dentro do País. Em 2019, esse número foi de 32%.

Por conta das situações adversas, os viajantes estão mais dispostos a conhecer os pontos turísticos nacionais, dividindo-se entre o interior e as capitais. Como destaque, despontam as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Gramado, Curitiba e Brasília.

Turismo durante a pandemia: escolha de acomodações e destinos

As pesquisas sugerem que as circunstâncias também mudaram a forma como os turistas se hospedam. Entre os meses de junho e agosto, usuários da plataforma Booking optaram por chalés e vilas.

Essa tendência pode evidenciar um maior cuidado em relação ao contato com outros indivíduos. Antes da pandemia, por exemplo, mais da metade (60%) dos turistas optariam por hotéis tradicionais, seguidos por pousadas (40%) e resorts (29%).

Além disso, destinos turísticos do interior, voltados para o contato com a natureza e o isolamento em acampamentos, podem ser alternativas ideais para aqueles que desejam continuar viajando, mas se preocupam em diminuir as chances de transmissão do vírus.

Estudos sugerem que passar mais tempo na natureza é capaz de gerar inúmeros benefícios para a saúde física e mental, promovendo um bem-estar profundo e ajudando no condicionamento físico dos viajantes.

Destinos como o Jalapão, por exemplo, já encantavam os turistas antes da pandemia, mas, durante a crise, provaram-se ser ótimas escolhas para aqueles que preferem estar em contato com a natureza durante suas viagens.

Jalapão pode ser uma alternativa

O Jalapão é um parque estadual localizado no Tocantins. Sua rica flora e fauna são cuidadosamente preservadas por gerações, proporcionando aos turistas uma experiência ímpar em qualquer época do ano.

Durante a pandemia, o Jalapão se tornou um destino especialmente singular, já que o difícil acesso às atrações - um fator que diminui a quantidade de turistas na região - e as atividades ao ar livre tornam a visitação uma atividade de baixo risco para o contágio.

Segundo a Korubo, uma das únicas empresas de turismo sustentável que exploram o Jalapão, todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) - como as tendas e veículos com ventilação natural e o uso de máscaras por toda equipe - vêm sendo seguidas desde o início da pandemia.

Aqueles que desejam conhecer mais os destinos nacionais e se preocupam com as medidas de proteção contra o novo coronavírus poderão encontrar no Jalapão opções para viajar de forma segura.



Website: https://www.korubo.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp