MENU

10/12/2020 às 17h30min - Atualizada em 11/12/2020 às 00h00min

Juros baixos pautam agenda do mercado em 2021

Revista RI debate as perspectivas para 2021

DINO

Retomada do crescimento econômico, novo recorde de IPOs, manutenção da taxa de juros em patamar historicamente baixo, chegada de mais investidores na Bolsa, mais iniciativas voltadas para a educação financeira e consolidação das práticas ESG entre as empresas. Estas são as principais tendências do mercado de capitais para 2021 que são o tema da matéria de capa da Revista RI deste mês.

Em entrevista à publicação, o economista José Alexandre Scheinkman explica que não há como prever por quanto tempo os juros se manterão baixos no Brasil, mas o mercado local vai depender de recursos internos. "Vai haver inversão externa, mas para ter um fluxo importante para financiar a economia e projetos, vamos precisar mudar a atitude do governo. Precisamos também melhorar a segurança jurídica do Brasil e a questão dos impostos. Isso requer reforma. Há muita coisa para fazer", alerta.

Com os juros baixos, os IPOs se configuram uma tendência importante. Para se ter uma ideia, a MZ Group, maior consultoria brasileira para a área de RI, que participa entre 90% e 95% das operações, já assinou contratos de intenção com 110 empresas que desejam fazer IPO, com horizonte de listagem até meados de 2021. Apesar da pandemia, até novembro de 2020, 25 empresas ofertaram suas ações, movimentando R$ 31,7 bilhões.

Os investidores vão exigir bem mais tanto das novas empresas como das tradicionais. Assim, crescem as práticas ESG no mercado. "Depois da Covid, esta foi a agenda que mais ganhou destaque no mercado esse ano. A sigla ESG se tornou latente e as empresas vêm tentando fazer uma evolução com afinco, mas é preciso ter cuidado para entender o que é um ESG de verdade e o que é um ESG de marketing", afirma Carlos Lazar, RI da XP.

Outra tendência destacada pela RI é a continuidade de crescimento do volume de investidores PF e, por esse motivo, cresce o número de inciativas voltadas para a educação financeira. "É o que chamamos de indústria 3.0. A nova geração tem interesse em conteúdo. Tudo isso vai levar para uma educação financeira de forma que a pessoa vá buscar aprender a investir sozinha. O desejo é por produtos baratos, de fácil acesso e entendimento. Esta é a principal tendência de 2021", defende o gestor da Vitreo Rodrigo Knudsen.

A Revista RI de dezembro 2020 já se encontra disponível no site: http://www.revistari.com.br/247.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp