MENU

13/05/2020 às 11h25min - Atualizada em 13/05/2020 às 11h25min

​Startup Brazense fecha sociedade com grupo empresarial paulista

Folha Extra
Folha Extra
Segundo informações do diretor da Mobpar, startup que nasceu em Wenceslau Braz, Cristiano Savagin, o contrato de sociedade foi fechado com uma das maiores holding de franquias do Brasil, o que possibilitará a nacionalização da empresa. “No final de fevereiro trouxemos em nossas páginas sobre a MobPar, empresa brazense de transporte  que ia ser lançada no final do mês de março com foco a princípio no Paraná, no entanto, os planos se desenvolveram e agora temos a possibilidade de levar nosso produto para outros estados”, afirmou.

Mesmo depois de tudo pronto o aplicativo, que já está disponível para ser baixado nas duas principais lojas (Play Store e App Store) não foi lançado devido a pandemia do Coronavírus. “Seguramos o início dessas operações para preservar a segurança, tanto dos motoristas quanto das famílias que seriam atendidas pelo serviço de mobilidade urbana”, completou Savagin.

Ainda segundo o diretor, o cancelamento do lançamento gerou um grande prejuízo financeiro. “Foi tristeza por ver tudo pronto e não poder lançar o app, mas na vida tudo é tempo de Deus, com o cancelamento continuamos trabalhando, acreditando no projeto, quando recebemos o primeiro contato de um grupo de empresários que gostariam de conhecer melhor nosso projeto, que também estava inscrito no Programa de TV Shark Thank Brasil”, informou.

Savagin contou também que depois de quase 30 dias de negociações, troca de informações e reuniões on-line foi fechado uma grande sociedade para a criação da MobPar Franqueadora, onde a empresa brazense ficará com 50% das taxas de vendas de franquias e 50% dos royalties mensais dos franqueados, além de outra metade com o grupo de empresários, que tem hoje em torno de 40 marcas e 1500 franquias vendidas. “Com esse plano de expansão nacional, a MobPar será a primeira empresa do ramo a ser formatada para venda de franquias no Brasil e exterior, ao contrário daqueles que são importadas de lá pra cá”, disse.

“O contrato assinado é como sementes plantadas que em breve darão as flores e frutos, por que todo processo de formatação leva de 3 a 4 meses para ficar pronto para o lançamento e comercialização. A diferença que até a assinatura do contrato eu era sozinho lutando para ter um espaço no segmento e agora a empresa conta com um volumoso aporte financeiro e uma equipe em todas as áreas necessárias para o crescimento e fortalecimento da marca”, afirmou.

O lançamento oficial da plataforma está programado para outubro, se até lá houver sinais de estabilidade na pandemia.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp