MENU

02/02/2021 às 17h54min - Atualizada em 03/02/2021 às 00h00min

Curtidas e views: e a qualidade, onde fica?

SALA DA NOTÍCIA Jornalista & Sociólogo: Felipe de Jesus | Siga: @felipe_jesusjornalista
A sociedade passa por "mudanças”, mas o olhar crítico não pode ser deixado de lado por "besteiróis"; 2021 é um bom ano para mudar e evitar as "armadilhas do ego"

■ Opinião & Comportamento
■ Felipe de Jesus
■ Sociólogo DRT:1686/MG
■ Imagem:Pensando Bem

Quando vejo uma postagem nas redes sociais, inevitavelmente olho quantas curtidas e views ela teve. No entanto, faço questão de analisar o conteúdo e o que passou e poderá passar de conhecimento para os outros. Mas percebo que poucas, ou nem 60% das pessoas (em uma escala mundial), devem estar preocupadas e para elas, "views" e "milhares de curtidas" tem relação com qualidade. Nem sempre tem! 

Somos bombardeados por várias notícias e conteúdos que vão do "entretenimento ao horror". Ou seja, "posts" de acidentes de carro, pessoas fofocando, se xingando e por ai vai. Além disso, situações com narrativas de apenas um lado da história, destruindo reputações e carreiras. Ai questiono: vale a pena tudo isso para ter muitos views e curtidas? Não seria "ego" demais, ou como diz um grande amigo: "armadilha do ego"? 

Quase que "diariamente" vejo pelo "feed" sugestões de alguns programas de Rádio no YouTube com títulos bem apelativos: "Veja a treta entre fulano de tal e tal". Ou seja, atacar o outro, principalmente se ele pensar diferente se tornou comum e brigas são audiência pura! E nesse "morde e assopra" (já que no outro dia eles esquecem), os vídeos ficam marcados por milhares de curtidas e views. Mas, o que aprendi com isso? Nada!

Todavia, nesse vasto mundo existem pessoas preocupadas em informar com responsabilidade. Tenho amigos que apostam em canais de curiosidades, cidades do interior, moda e culinária. Eles tem vídeos que viralizaram? Não! Mas diferente do "teor" apelativo, eles apostam na construção de uma sociedade fora do discurso de  ódio. 

Mude 

A sociedade atual exige melhorias, mas pouco se preocupa com o que os próprios filhos assistem e lêem na internet. Se queremos um 2021 diferente de tudo, não basta apostar na vacina da Covid/19, mas, também, nas atitudes que devemos "tomar de verdade" para um mundo melhor. Pense nisso. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp