MENU

19/02/2021 às 12h21min - Atualizada em 19/02/2021 às 12h21min

Ouriço-cacheiro é resgatado no centro de Jacarezinho

Bombeiros capturaram o animal para evitar acidentes com populares e outros animais

Jivago França - PortalJNN
Jane Emilly - PortalJNN
O Corpo de Bombeiros de Jacarezinho resgatou na noite desta quinta-feira (18) um ouriço-cacheiro na região central da cidade. O animal estava na rua Coronel Cecílio Rocha, próximo da sede da secretaria municipal de saúde, antigo posto de saúde central.

Vigilantes e populares "cercaram" o animal até a chegada do Corpo de Bombeiros. O cabo Rafael Aparecido Marchioni utilizou equipamentos e técnicas de capturas. O animal foi coloado dentro de um "balde" para ser transportado sem riscos.

Sem ferimentos e saudável, após a captura, o ouriço-cacheiro foi solto em uma mata com certa distância da área urbana de Jacarezinho. Em situações como esta, é necessário contatar o Corpo de Bombeiros através do 193 e evitar mexer com o animal, para que não aconteça nenhum acidente.
 

Ouriço-cacheiro


Esse pequeno animal normalmente tem o dorso coberto de espinhos longos e aguçados, de cor acastanhada e com bandas escuras nas extremidades. Esses espinhos se destacam facilmente do corpo e são sua defesa. Quando algum animal tenta atacá-lo, leva consigo alguns espinhos, que já estes se encontram soltos, contrariando a crença de que o ouriço arremessa os espinhos.

Seus predadores naturais são os texugos, os gatos selvagens, os cães, os lobos, as raposas e as doninhas. É considerado um arborícola, de hábitos essencialmente noturnos e solitários.

No Brasil, seu nome ouriço-cacheiro diz respeito a pelo menos oito espécies conhecidas, de três gêneros diferentes: Coendou, Sphiggurus e Chaetomys. A espécie mais ameaçada é a Chaetomys subspinosus.

O “cacheiro” em questão, de certa forma, resume a sua natureza: cachar, no dicionário, é o mesmo que esconder-se, ocultar-se e ainda punho que se prende a lâmina de espada. Ele não se faz de rogado e prende-se aos cipós, agarrado a até 15 metros de altura. Pura estratégia de sobrevivência.

Nome Científico:Coendou prehensilis
Família: Erethizontidae
Ordem: Rodentia
Distribuição: Ocorre desde o Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul, incluindo Minas Gerais.
Alimentação: Frutas, raízes, vegetais cultivados e insetos.
Reprodução: Eles procriam na Primavera e no Verão. Normalmente a prole é de quatro crias.
 

É proibida a cópia ou reprodução total ou parcial dos artigos do PortalJNN bem como de suas imagens sem autorização por escrito. O conteúdo do PortalJNN é protegido pela Lei de Direitos Autorais (nº 9610/98).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp