MENU

24/02/2021 às 16h28min - Atualizada em 24/02/2021 às 18h00min

Reis e Rainhas do Dribles coloca à prova as invencibilidades de Falcão, Adonias e Diego Oliveira

Campeões em todas as edições que participaram, desta vez os três atletas não estarão na mesma equipe no evento em São Bernardo do Campo

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
http://zdl.pressroom.com.br
Os três maiores campeões do Reis e Rainhas do Drible, os atletas Falcão (5 títulos), Adonias Fonseca (4) e Diego Oliveira (3), estarão em São Bernardo do Campo, no próximo domingo (28), para a disputa da sexta edição. Nas edições anteriores, eles jogaram juntos e sempre garantiram o título por equipes, mas desta vez a história não será repetida. Falcão e Adonias estarão no lado oposto de Diego. 

Na estreia do evento, em dezembro de 2015, Falcão e Diego venceram formando equipe com Mão, Nenê e Zé Roberto. Na seguinte, Adonias substituiu Diego, que estava na China no Shandong Luneng e não pode participar. Na terceira edição, em 2017, os três jogaram juntos pela primeira vez e foram vencedores, assim como na quinta, em 2020. Recuperando-se de uma lesão, Diego não pode disputar o Reis e Rainhas do Drible em 2018, a quarta edição.

"Vai ser muito difícil enfrentar o Falcão e o Adonias, porque ambos são muito habilidosos e têm muitos dribles e cartas na manga. Será a primeira vez que estarei separado deles. O fato é que estou muito confiante no meu time, porque habilidade é o que não falta e vamos ter ótimos jogadores, como a Amandinha, craque de bola, e o Vassoura, também do futsal, que é bastante habilidoso", destaca o paulistano Diego.

"O Diego sempre foi um grande amigo. Nos conhecemos em 2009 e sempre tive ele como uma inspiração. Ele é o pioneiro do futebol freestyle no Brasil. Além de nossa amizade, tenho um grande respeito por ele como atleta, por tudo que ele fez pelo nosso esporte. Dessa vez não poderemos fazer nossas jogadas juntos já que estaremos em times diferentes, mas eu tenho certeza que ele vai abrilhantar o evento com as jogadas incríveis", comenta Adonias, que provoca em tom de brincadeira. "Vem tranquilo Diegão, tô te esperando em quadra", completa o mineiro de Miraí. 

Elogios ao formato do evento - Se tem dois participantes que se favorecem profissionalmente com um evento em que os dribles valem mais do que os gols, esses são Diego e Adonias, feras do futebol freestyle nacional. Em comum a ambos, o fato de não pouparem elogios ao Reis e Rainhas do Drible e seu formato. "Sem dúvida é o melhor evento que já participei. O brasileiro respira futebol arte, dribles, golaços e jogadas bonitas", comenta Adonias.

"Somos conhecidos mundialmente por esse jeito alegre de jogar futebol e o evento traz essa essência de futebol arte para dentro das quadras. Isso é simplesmente incrível. Na hora que começa, eu sinto como se o jogo pegasse fogo. Todo momento você tem que estar atento para não tomar caneta, chapéu, meia lua, e tentar ao máximo marcar seu adversário. Se tem uma coisa que eu nasci pra fazer é driblar e todo ano eu preparo dribles novos que eu mesmo invento", completa Adonias.

Diego também segue a linha do amigo, quando fala do evento e da satisfação de disputá-lo. "Sou atleta de freestyle e um influencer de futebol. Mas, meu sonho sempre foi ser jogador profissional. No Reis e Rainhas do Drible, me sinto realizado. Porque sei do holofote que traz, com família e amigos assistindo em casa, pela TV, em todo o País e torcendo por mim. Me emociono de lembrar que já joguei ao lado de caras como Vinícius Júnior, Deco, Antony, Nenê, Zé Roberto, Michael e, é claro, com o Falcão. Um evento que é a minha cara, o futebol arte. Sempre me destaquei por ser habilidoso. Sou realizado e feliz de voltar a competir pela quarta vez. Quero ser campeão e ganhar o troféu de Rei do Drible, como o atleta que mais pontuou individualmente", afirma Diego.

Formato do evento - O Reis e Rainhas do Drible é realizado em uma quadra especialmente desenhada e com regras adaptadas para facilitar a apresentação dos dribles. O formato é o 4 x 4, com três jogadores na linha e um goleiro, em dois tempos de 10 minutos, com cronômetro parado. O evento une as características do futsal, com futebol de campo e o futebol freestyle. Alguns dribles tradicionais, como caneta, meia-lua e chapéu, por exemplo, valem o dobro de pontos em relação a um gol.

A competição pode ser definida quando estiver em seus momentos finais com uma regra válida desde a segunda edição: o jogador que conseguir realizar o drible e fazer o gol na mesma jogada terá uma bonificação e este "combo" valerá quatro pontos. Há ainda os desafios individuais, em que um atleta escolhe um adversário para o drible homem contra homem. As faltas, caso aconteçam, são cobradas sempre no estilo shoot out, ou seja, o jogador vai de encontro ao goleiro adversário com o objetivo de driblá-lo para fazer o gol.

Evento com transmissão ao vivo e sem público - A sexta edição do Reis e Rainhas do Drible, com transmissão ao vivo da TV Globo, a partir das 10h, faz parte da programação do Esporte Espetacular e, excepcionalmente, não terá presença de público neste ano, devido a pandemia da Covid-19.

O Reis e Rainhas do Drible 2021 tem os patrocínios de Rexona, Piracanjuba, Dorflex, Nissan, Atlhetica Nutrition, PlayStation, Sabesp, e conta com o apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo, Hummel, Squaadra Pisos Esportivos e Twin Towers Flat. A realização do evento é da Savaget & Excalibur Promoções e Eventos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp