MENU

05/03/2021 às 16h34min - Atualizada em 08/03/2021 às 00h00min

CGTN: China Delineia Plano para Enfrentar Desafios Econômicos nos Próximos 5 Anos

DINO

A China estabeleceu um alvo de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) superior a 6% para 2021 e delineou um plano para promover a inovação, o desenvolvimento ecológico e a prosperidade comum nos próximos cinco anos.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20210305005531/pt/

Ao discursar na sessão legislativa anual do país, o premiê Li Keqiang explicou na sexta-feira como a China irá enfrentar os inúmeros desafios que vivencia em um novo estágio de desenvolvimento.

"A China permanece em um período importante de oportunidades estratégicas para o desenvolvimento. Entretanto, há transformações tanto nas oportunidades como nos desafios que enfrentamos", disse Li ao apresentar um relatório de trabalho do governo na reunião de abertura da quarta sessão do 13º Congresso Nacional do Povo (NPC), a principal legislatura da China.

'Um ano extraordinário'

Ao descrever 2020 como "um ano extraordinário na história da República Popular da China", o premiê enfatizou o "grande sucesso estratégico" da China na luta contra a COVID-19 e o fato de ter sido a única grande economia a atingir um crescimento positivo.

"Tivemos uma vitória completa na luta contra a pobreza e obtivemos conquistas decisivas para garantir uma vitória plena na construção de uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos", disse Li.

Principais conquistas em 2020:

  • Grande sucesso estratégico em respostaàCOVID-19;
  • Crescimento do PIB em 2,3%;
  • Uma redução da carga sobre entidades de mercado superior a 2,6 trilhões de yuans (US$ 402 bilhões);
  • 11,86 milhões de novos postos de trabalho urbanos;
  • 5,51 milhões de residentes rurais remanescentes saindo da pobreza extrema

Do 13º ao 14º período de Plano Quinquenal (FYP)

A China obteve "novas conquistas históricas" no desenvolvimento econômico e social no 13º período de FYP (2016-2020), disse Li em seu relatório.

O PIB do país aumentou de menos de 70 trilhões de yuans (US$ 10,8 trilhões) a mais de 100 trilhões de yuans (US$ 15,5 trilhões) nos últimos cinco anos, disse ele ao perceber que mais de 60 milhões de postos de trabalho urbanos foram acrescentados.

O 14º período de FYP (2021-2025) mostrará os primeiros cinco anos em que a China irá embarcar em uma nova jornada para construir um país socialista moderno em todos os aspectos, destacou, antes de delinear o projeto do 14º Plano Quinquenal de Economia e Desenvolvimento Social e Objetivos a Longo Prazo até 2035.

Principais alvos no 14º período de FYP:

  • Os principais indicadores econômicos devem ser mantidos dentro de uma faixa adequada, sendo que os alvos anuais de crescimento econômico devem ser definidos diante das condições reais;
  • Taxas de desemprego urbano pesquisadas de 5,5%;
  • Um aumento anual dos gastos com P&D superior a 7%;
  • Um aumento de residentes urbanos permanentes a 65% da população;
  • Uma redução do consumo de energia por unidade do PIB e das emissões de dióxido de carbono por unidade do PIB em 13,5% e 18%, respectivamente;
  • Aumento da expectativa média de vida em um ano;
  • Seguro básico de velhice para cobrir 95% da população.

Estes alvos são definidos para melhorar a qualidade do crescimento econômico, buscar o desenvolvimento direcionadoàinovação, criar um mercado doméstico robusto, promover o desenvolvimento ecológico e melhorar o bem-estar das pessoas, segundo o premier.

"A inovação permanece no centro da iniciativa de modernização da China", disse ele. O país irá se empenhar para realizar avanços importantes em tecnologias fundamentais em campos-chave bem como formular e implementar um plano de ação de dez anos destinadoàpesquisa básica, acrescentou.

A fim de fomentar um novo modelo de desenvolvimento, a China dará prioridadeàcirculação interna e trabalhará para criar um mercado doméstico sólido, além de transformar o país em um "comerciante de qualidade", afirmou.

"Vamos alavancar o fluxo da economia doméstica para tornar a China um grande ímã para atrair fatores e recursos de produção a nível mundial, promovendo assim uma interação positiva entre a circulação nacional e a circulação internacional", explicou Li.

'Um bom começo'

O governo chinês tomará diversas medidas este ano para garantir "um bom começo" ao país no 14º período de FYP, disse Li.

Principais metas projetadas para o desenvolvimento em 2021:

  • Crescimento do PIB superior a 6%;
  • Mais de 11 milhões de novos postos de trabalho urbanos;
  • Uma taxa de desemprego urbano pesquisada ao redor de 5,5%;
  • Aumento do IPC em torno de 3%;
  • Aumentos constantes no volume e na qualidade das importações e exportações;
  • Um equilíbrio básico no balanço de pagamentos;
  • Crescimento constante da renda pessoal;
  • Mais melhorias no meio ambiente;
  • Uma queda de cerca 3% no consumo de energia por unidade do PIB;
  • Uma redução contínua na descarga dos principais poluentes;
  • Produção de grãos superior a 650 milhões de toneladas métricas.

A China não definiu um alvo específico de crescimento do PIB em 2020 em meioàincerteza quantoàpandemia, mas o premiê Li anunciou um alvo de crescimento superior a 6% este ano.

"Um alvo superior a 6% irá permitir que todos dediquemos plena energia para promover reformas, inovação e desenvolvimento de alta qualidade", disse Li.

O governo continuará a implementar e aprimorar políticas de redução de impostos, disse ele, anunciando que o limite do imposto sobre valor agregado (IVA) para contribuintes de pequena escala subirá de 100.000 yuans (US$ 15.450) a 150.000 yuans (US$ 23.175) em vendas mensais.

"Manteremos nossa prudente política monetária flexível e direcionada a um nível razoável e adequado", disse ele.

O orçamento anual de defesa da China manterá o crescimento de um dígito pelo sexto ano consecutivo, aumentando 6,8% em 2021, segundo um relatório preliminar de orçamento.

Os gastos planejados para a defesa neste ano serão ao redor de 1,35 trilhão de yuans (US$ 209 bilhões); leia o projeto submetidoàquarta sessão do 13º NPC para deliberação.

O orçamento do setor de defesa da China é em torno de um quarto do valor dos EUA, que é de US$ 740,5 bilhões para o ano fiscal de 2021.

'Patriotas administrando Hong Kong'

Li também destacou a posição de Pequim sobre assuntos referentes às regiões administrativas especiais de Hong Kong e Macau, além de Taiwan.

"Vamos aperfeiçoar os sistemas e mecanismos relevantes das duas regiões administrativas especiais para fazer cumprir a Constituição e as leis básicas”, afirmou. "Asseguraremos a implementação das leis e mecanismos de aplicação nas duas regiões para salvaguardar a segurança nacional."

Um projeto de decisão sobre a melhoria do sistema eleitoral da Região Administrativa Especial de Hong Kong (HKSAR) foi submetido na sexta-feiraàsessão legislativa para deliberação.

Em um discurso explicativo sobre o projeto, Wang Chen, vice-presidente do Comitê Permanente do NPC, disse que o sistema eleitoral da HKSAR deve estar em conformidade com "Um País, Dois Sistemas", satisfazer às realidades da HKSAR e servir para garantir "patriotas administrando Hong Kong".

Ao comentar sobre a questão de Taiwan, Li reiterou o compromisso com o princípio de uma só China e a oposição a qualquer atividade separatista que busque a "independência de Taiwan".

"Continuamos comprometidos com os principais princípios e políticas de trabalho referentes a Taiwan, com o princípio de uma só China e o Consenso de 1992, para promoção do crescimento pacífico das relações através do Estreito de Taiwan e da reunificação da China", disse ele.

Desafios adiante

Apesar das notáveis conquistas em um 2020 altamente desafiador, a China ainda enfrentará muitos desafios nos próximos anos, admitiu Li.

"Uma vez que a COVID-19 continua se espalhando pelo mundo, a instabilidade e a incerteza crescem no cenário internacional, sendo que a economia mundial continua enfrentando sérios desafios", destacando o ambiente externo desfavorável.

"Internamente, ainda há elos fracos em nosso trabalho para controlar a COVID-19", prosseguiu, acrescentando que a base para chegaràrecuperação econômica precisa ser mais consolidada.

À medida que a China se empenha para melhorar sua economia, Li enfatizou que o país precisa aperfeiçoar sua capacidade de inovação em áreas-chave.

O premiê também sublinhou alguns "graves déficits orçamentários" dos governos locais, bem como as "tarefas formidáveis" a fim de prevenir e neutralizar riscos no setor financeiro e em outras áreas.

Ao enfrentar estes desafios em seu plano de desenvolvimento preliminar, a China irá embarcar em sua nova jornada com uma abordagem objetiva.

https://news.cgtn.com/news/2021-03-05/China-outlines-plan-to-address-economic-challenges-in-next-5-years-YnRoLgt2Ks/index.html

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Videos:
https://mms.businesswire.com/media/20210305005531/pt/863409/19/Premier+Li+outlines+growth+challenges+amid+pandemic+in+government+work.mp4
Contato:

Mídia:

Jiang Simin

jiang.simin@cgtn.com

+86 18826553286


Fonte: BUSINESS WIRE
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp