MENU

12/03/2021 às 11h19min - Atualizada em 12/03/2021 às 11h19min

​Funcionários de Resort de luxo da região são alvo de operação do Gaeco

Operação Cachoeira investiga grupo de empresários e policiais suspeitos de participar de esquema de oferta irregular de serviços de segurança e a omissão na fiscalização de crimes ambientais

Assessoria MPPR
Imagem ilustrativa / Google imagens
Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta quarta-feira (10) em residências de funcionários de um resort de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do Estado. As medidas foram expedidas pela Vara Criminal da Comarca de Assaí e cumpridas pelo núcleo regional de Londrina do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná (MPPR).

De acordo com o MPPR, as diligências são realizadas no âmbito da Operação Cachoeira, iniciada em julho de 2020 com o objetivo de investigar um grupo composto de empresários e policiais suspeitos de participação num esquema de oferta irregular de serviços de segurança e a omissão de fiscalização de crimes ambientais (em troca de benefícios indevidos a integrantes da PM, entre eles diárias em hotel de luxo).

Segundo as investigações, policiais militares do alto escalão receberam dezenas de diárias no resort. Com o cumprimento dos mandados, o objetivo é esclarecer se essas vantagens indevidas possuem relação com as ilegalidades constatadas na primeira fase da Operação Cachoeira.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp