MENU

23/03/2021 às 15h34min - Atualizada em 24/03/2021 às 00h00min

Artista internacional retrata Marilyn Monroe e grandes personalidades em obras de arte

Frida Kahlo, Audrey Hepburn, Marlon Brando, Hugh Grant, Naomi Campbell, Barbra Streisand são algumas das personalidades retratadas na pop art de Adélia Clavien

SALA DA NOTÍCIA Geovanna Bastos Portante

Nascida em Portugal e radicada na Suíça, Adélia Clavien, artista visual da UP Time Art Gallery, galeria de arte itinerante que busca disseminar a arte contemporânea, começou sua carreira artística ainda criança. Sua mãe, apesar de viver no mundo dos negócios, apreciava muito a música, o que influenciou Adélia, que, aos 8 anos, aprendeu a tocar acordeão, instrumento conhecido popularmente no Brasil como sanfona. Depois disso, sua curiosidade e encanto pela arte a levou para a dança, fotografia e as artes visuais, onde se desenvolveu em estilos distintos, passando pelo Abstrato até chegar ao figurativo da Pop Art. Assim, se tornou uma artista versátil e completa. 

“Acho que os dons fazem parte da personalidade de cada um de nós e que algumas pessoas se dedicam a desenvolvê-los e outras não. Quando eu sinto que há algo que me interessa, eu vou em frente e tento. Se não der certo, não deu. Mas, se eu sinto que tenho um dom, vou pesquisar e fazer o possível para aprender e me dedicar 100%”, conta Clavien, que também se dedicou por anos ao aprendizado de diferentes idiomas, instrumentos musicais e a ciência da computação, skill que utiliza em suas obras artísticas. Isso porque suas criações são feitas por meio de composições digitais, unindo fotografia e pintura junto a diferentes elementos palpáveis, como areia, carvão, betume, acrílico, resina e muitos outros itens que a tornam uma alquimista moderna no mundo da arte.

Nas telas, Adélia retrata mulheres e homens do mundo do cinema, da música, da mídia e do cotidiano como um todo. Apesar de não ter preferências, as mulheres estão presentes na maioria de suas obras. As artistas escolhidas por Clavien são representações de força, empoderamento e talento para muitas pessoas ao redor do mundo ou, no caso das pinturas de mulheres anônimas, para todos aqueles que têm contato e são tocados pela arte da pintora. Entre as artistas representadas, estão nomes como Audrey Hepburn, Naomi Campbell, Frida Kahlo, Barbra Streisand e Marilyn Monroe, rosto de várias de suas obras e uma de suas atrizes favoritas.

“Eu sempre adorei a Marilyn por sua beleza extrema. Há uma doçura e, ao mesmo tempo, uma tristeza nela. Nós também temos em nossas vidas um lado belo e um lado triste e dramático e a arte reflete o que vivemos”, conta Adélia, que, apesar das muitas obras femininas, garante que não falta espaço para o masculino também. Personalidades como Marlon Brando, Charles Chaplin, Hugh Grant e Leonard Cohen também fazem parte das suas inspirações. “São rostos que dizem algo, expressivos, que eu aprecio e que tem aquela coisa difícil de explicar quando se gosta. Pinto mais mulheres talvez pela beleza e pelo olhar que diz muito. Mas, o que prevalece, no fim, é o momento”, complementa.

Adélia, apresentou recentemente um  projeto que dá voz ao protagonismo feminino, com a curadoria de Marisa Melo, através da UP Time Art Gallery.  Uma exposição 3D e virtual, nomeada “Empowerment” – "Empoderamento", em português – apresentando um novo olhar para a questão feminina, ao unir retratos de mulheres que se destacam na luta constante pela igualdade de direitos e oportunidades. Famosas e anônimas se misturam na exibição virtual para representar a legião de batalhadoras que constroem, com garra, um mundo mais igual e menos injusto, despertando a consciência de que todos, sem exceção e independentemente de gênero, fazem parte dessa causa de ações concretas, sem deixar de lado a sensibilidade e a elegância.

A artista que já levou as mensagens de suas obras para exposições em Nova York, Roma, Singapura, Lisboa, Genebra, entre outros cantos do mundo, e que tem como inspiração a loucura de Degas e o dom de Goya, de Toulouse-Lautrec, de Dante Gabriel e de Dalí, acredita que a paixão vem em primeiro lugar e que o compromisso de todo artista é exprimir os sentimentos e expor o mundo em que estamos inseridos. “Todas as pessoas que têm a arte no coração, seja na pintura, dança, música ou até mesmo em todas as artes, têm de ir em frente. Não se pode deixar abater e se impressionar por comentários que, por vezes, tentam nos derrubar. Se você tem uma ideia, uma paixão, tem que ir até o fim com ela, e realizá-la”, finaliza a artista.

Para conhecer mais o trabalho da Adélia Clavien, acesse: https://www.uptimegallery.com/adelia-clavien 

Sobre a UP Time Art Gallery
Galeria de arte itinerante que reúne artistas do Brasil e de países da Europa para disseminar o que há de melhor no cenário da arte contemporânea. Fundada por Marisa Melo, artista, curadora artística e crítica de arte, a galeria de arte alcança mais de 30 países ao redor do mundo, isso porque ela funciona em formato digital desde o seu nascimento, apresentando mundialmente exposições 3D e exposições regionais presenciais com um time de artistas distintos.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp