MENU

30/03/2021 às 17h41min - Atualizada em 31/03/2021 às 00h00min

É possível comer chocolate sem culpa na Páscoa Professor explica os segredos do verdadeiro chocolate

(*) Alisson David Silva

SALA DA NOTÍCIA NQM
http://www.uniter.com
Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (ABICAB), em 2019 o Brasil produziu 756 mil toneladas de chocolate e desse montante o consumo foi de 749 mil toneladasNo 1° semestre de 2020 o consumo de chocolate nos lares brasileiros foi de 73%. 

Vemos que o Brasil é um dos maiores produtores e consumidores de chocolate, porém, o chocolate é atrelado a relação com ganho de peso, e torna um alimento que é proibido ou que devemos comer com remorso. Mas se eu te contar que podemos consumir chocolate e que ele faz bem para saúde?  

Mas primeiro vamos contar uma parte da história do chocolate. Existem vestígios do consumo de bebidas achocolatadas antes de Cristo. Essa bebida era a base da torrefação do cacau, o qual é um fruto do cacaueiro, planta nativa da América Central até a região tropical da América do Sul. As primeiras fábricas de chocolate datam de 1770 e o aperfeiçoamento das técnicas para a produção que conhecemos hoje em barras, tabletes, entre outras formas datam por volta de 1819. Desde então o cacau vem sendo utilizado em diversas preparações de chocolates com as mais variadas combinações.      

Nos dias atuais temos chocolates com diferentes tipos, preparações, misturas e sabores. Dentre essas preparações a grande questão está na qualidade do chocolate que consumimos, e isso envolve as quantidades de cacau que estão presentes na preparação.  

Um produto para ser considerado chocolate, de acordo com a legislação brasileira, necessita ter no mínimo 25% de cacau na sua composição. Os outros 75% podem variar conforme cada indústria que produz o chocolate, tendo diversos outros compostos, por isso é importante ler a lista de ingredientes antes de comprar. Quanto mais açúcar, gorduras e conservantes o chocolate tem, pior ele é para a saúde. Priorize os chocolates que tenham quantidades maiores de cacau. Partindo disso, temos chocolates com diferentes porcentagens, sendo o 50% cacau o chocolate meio amargo e o 75% o amargo, mas essa porcentagem pode variar conforme os fabricantes. 

Vamos aos benefícios do cacau: 

 
  • Ele é uma fonte de polifenóis e entre eles temos as catequinas e epicatequinas, que possuem as suas propriedades antioxidantes, que são relacionadas ao combate dos radicais livres que podem ser prejudiciais à saúde com o aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis como câncer, diabetes, doenças cardiovasculares entre outras.  
  • Em 100 gramas de chocolate temos 1664 mg de polifenóis, temos uma sugestão de consumo diário de 250 a 400mg desses compostos, ou seja, o chocolate contém mais do triplo da quantidade, por isso o consumo se torna benéfico. 

Mas não por isso podemos exagerar, primeiro temos que escolher um chocolate mais rico em cacau, e o consumo é diário nesse caso para ter benefícios a longo prazo. Claro que o contexto do chocolate é dentro de uma dieta equilibrada e um estilo de vida saudável.  

Por isso nessa scoa, pode consumir seu chocolate tranquilamente, mas não precisar comer tudo de uma vez, consuma um pouquinho de cada vez e claro procure um chocolate mais rico em cacau para comer sem culpa e com moderação. 
 
*Alisson David Silva, nutricionista, pós-graduado em nutrição esportiva, mestre em alimentação e nutrição e atualmente doutorando em ciências farmacêuticas. 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp