MENU

06/04/2021 às 17h38min - Atualizada em 06/04/2021 às 17h38min

“Orçamento para saúde é prioridade”, diz Vermelho após aprovação de projeto para pagamento de inativos

Vereador reconhece legitimidade do Projeto de Lei do Executivo, mas defende aplicação do orçamento em ações no combate à Covid-19

Assessoria
Assessoria
O vereador Luciano de Almeida Moraes (PTB), o ‘Vermelho’, reiterou na noite de segunda-feira (5), durante sessão ordinária na Câmara Municipal, sua posição a favor da aplicação do orçamento de até R$ 1.685.198,71 referente ao Projeto de Lei nº 07/2021, de autoria do Executivo Municipal, em ações voltadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Por cinco votos a quatro, o Legislativo aprovou em segunda votação a abertura crédito adicional especial para pagamento de inativos. “Defendi a aplicação do recurso em investimentos na área da Saúde para evitarmos um cenário ainda mais assustador no diz respeito aos números de mortes e infectados pelo coronavírus na cidade. Esse é clamor da população, e estou aqui para defende-la. O processo é legítimo, porém inoportuno, tendo em vista que o município vive o pior momento da pandemia”, avalia Vermelho.

O vereador disse que respeita a decisão da maioria dos colegas parlamentares, mas que vai continuar defendendo as reivindicações da população. “Tenho a minha posição formada em relação ao referido Projeto de Lei do Executivo, porém respeito a decisão dos nobres vereadores que pensam de forma diferente, isso é democracia. Contudo, continuarei defendendo nesta Casa as reivindicações dos platinenses, mesmo que tais decisões possam causar eventuais desgastes e interpretações como politicagem”, assinala o parlamentar.

Agradecimentos

Vermelho agradeceu à deputada federal Luísa Canziani, que na semana passada entregou um micro-ônibus à Secretaria Municipal de Educação, também citando orçamento no valor de R$ 199 mil anteriormente disponibilizado pela parlamentar para investimento na área da Saúde, e ao deputado estadual Luiz Claudio Romanelli pela representatividade junto ao governo estadual.

Repúdio

Vermelho também repudiou o ocorrido na casa do prefeito Zezão durante o último fim de semana, quando despejaram alimentos estragados no portão da residência em protesto ao fechamento do comércio durante a Sexta-feira Santa. “Manifesto minha solidariedade aos comerciantes que se prepararam para a Sexta-feira Santa e foram impedidos de trabalhar por conta do decreto municipal em função do enfrentamento à pandemia de coronavírus, porém repudio o ato praticado na casa do prefeito. Quem se sentiu prejudicado deve procurar a justiça, não promover vandalismo como forma de protesto”, conclui.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp