12/04/2021 às 18h42min - Atualizada em 12/04/2021 às 18h42min

​Homem invade casa para executar desafeto e morre com golpe de tesoura

Crime ocorreu no fim noite de domingo (11) no bairro Aparecidinho 2

Tá no Site
Divulgação
Um homem de 24 anos foi morto com golpe de tesoura no fim da noite de domingo (11), no Conjunto Habitacional Aparecidinho 2, em Santo Antônio da Platina, após invadir uma casa e atirar quatro vezes contra um desafeto de 17 anos. 

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o atirador invadiu a residência na rua João Ribeiro Ferraz, popularmente conhecida por rua 1006, e, diante da família, disparou quatro vezes contra vítima. Para defender o filho, a moradora golpeou o atirador com uma tesoura, porém disse aos policiais que não houve perfuração. O atirador então teria corrido e entrado em luta corporal com a vítima em frente à casa, mas conseguiu se desvencilhar e fugiu do local. 

Pouco tempo depois, no entanto, na rua Manoel Sanches Garcia (1005), paralela ao local do crime, moradores encontraram o corpo de um homem de 24 anos, identificado como Ronaldo Aparecido da Silva, reconhecido como autor dos tiros contra o adolescente de 17 anos. 

O menor baleado foi socorrido e encaminhado ao pronto-socorro, e depois transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Jacarezinho. Três disparos transfixaram as pernas e o antebraço, e um tiro se alojou na cabeça da vítima, que apesar da gravidade estava consciente e orientada.

O delegado Rafael Guimarães, titular da 38ª Delegacia Regional de Polícia, informou que foi instaurado inquérito para esclarecer o caso e que o adolescente vítima dos disparos foi ouvido nesta segunda-feira (12) pelas equipes de investigação. Ele disse que também golpeou o algoz com uma faca e que o crime foi motivado por uma briga ocorrida pouco antes com o atirador, que o ameaçou de morte.  

A mãe do adolescente baleado foi conduzida à 38ª Delegacia Regional de Polícia. Ela entregou a tesoura aos policiais, prestou depoimento e foi liberada. O delegado disse que, em tese, a mulher agiu em legítima defesa, o que será esclarecido durante as investigações. 

Carro abandonado

De acordo com a Polícia Civil, pouco antes do crime o atirador se envolveu em um acidente de trânsito na rua Mario Giovannette, no Conjunto Habitacional Deputado José Afonso. Ele dirigia um Ford Escort, que atingiu um poste de energia elétrica e foi abandonado no local. O carro foi periciado e autorizado recolhimento pela família.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp