MENU

12/05/2021 às 11h28min - Atualizada em 12/05/2021 às 17h20min

Cultura de inovação valoriza profissionais e é fator de sucesso em transformações empresariais

Líderes são peças-chaves para implementar uma cultura de inovação

SALA DA NOTÍCIA B - on Comunicação

Cultura de inovação é muito mais do que apenas trazer tecnologias para dentro de uma empresa. É um conjunto de hábitos e valores que estimula a geração de ideias dentro da organização. A promoção da criatividade com maior autonomia a colaboradores é determinante na busca por novas soluções, modelos de negócio e resultados que gerem valor aos clientes.

De acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 86% de 132 organizações entrevistadas acreditam que o incentivo à cultura de inovação em processos internos, operações e soluções é o que irá destacar as empresas para o futuro e o crescimento dos negócios. 

"Em um mercado cada vez mais competitivo e globalizado, implementar uma cultura de inovação é transformar as organizações, criando novos processos e formas de atender às necessidades dos clientes, se tornando mais ágil e criativo no ambiente empresarial atual", é o que afirma Livia Brandini, CEO e fundadora da Kultua – Peopletech focada em Diagnósticos de Cultura Organizacional e People Analytics.

Mas como construir uma cultura de inovação?

Mudar a cultura de uma empresa é algo que requer foco e pode levar entre 3 e 7 anos, dependendo do porte da organização. O primeiro passo para construir uma cultura de inovação é criar um ambiente em que os colaboradores se sintam confortáveis para dialogar, compartilhar ideias e soluções para melhorar o desenvolvimento da empresa. Trabalhar a mentalidade da liderança é o ponto mais importante para sustentar um clima de segurança psicológica e autonomia que uma cultura de inovação requer. Afinal, gestores devem ser condutores dos processos de transformação empresarial.

Na visão de Brandini, fundadora da Kultua, líderes devem ser capazes de compreender profundamente a cadeia de valor de seus clientes e incentivar seus times a desenvolverem continuamente esse mesmo foco no cliente e em melhoria contínua. Muitas empresas se equivocam ao acreditarem que implementar uma cultura de inovação é modificar o espaço físico, como fez a Google, sem mudar processos internos, tradicionais estruturas hierárquicas e suas antigas métricas de performance. “Contratar soluções ou ferramentas inovadoras que estão disponíveis no mercado, sem antes compreender se elas realmente endereçam os problemas críticos de sua empresa, não garantirá o sucesso na implementação de uma cultura de inovação. Antes disso, é preciso coletar dados que validem os pontos críticos e obstáculos pela ótica de colaboradores, para depois lançar mão de estratégias aderentes à mudança de cultura desejada”, explica.

Outro ponto importante para construir uma cultura inovadora é como as organizações lidam com erros e fracassos. A forma de como as empresas aceitam falhas é determinante para encorajar ou desencorajar pessoas, podendo até mesmo estimular que colaboradores ocultem erros de processos, gerando uma cultura de baixa transparência e baixa performance. “Se a liderança reforça esse tipo de 'blindagem' negativa no ambiente de trabalho e as pessoas começam a ocultar falhas para não se expor, você não consegue identificar rapidamente o problema e perde a eficácia na gestão da sua empresa”, pontua Brandini.

Diagnóstico de Cultura é fundamental para implementar uma cultura de inovação 

Antes de começar a implementar uma cultura de inovação, é importante que as organizações realizem um Diagnóstico de Cultura personalizado a partir da escuta de colaboradores, promovendo a transparência necessária sobre o que as pessoas pensam, sentem e melhorem na empresa. Desta forma, as lideranças podem identificar quais são os pontos positivos e negativos da atual cultura instalada e, a partir disso, iniciar ações recomendadas rumo a uma cultura mais inovadora e criativa, de forma mais assertiva e sustentável ao negócio.

“Depois de realizado o Diagnóstico de Cultura, a empresa identifica quais são os pontos positivos que devem ser mantidos e, em contrapartida, também identifica quais são os pontos críticos que devem ser trabalhados. A empresa receberá então um plano de ações priorizadas, com ações estruturais ou pontuais focadas nos resultados obtidos. Com isso, se abre um leque de possibilidades e metodologias que podem ser utilizados para implementar uma cultura de inovação. Inclusive a Kultua oferece ainda uma plataforma que sugere e gerencia rituais de gestão de pessoas personalizados para atingir a cultura desejada pela empresa”, explica Lívia, CEO da empresa.

A plataforma SaaS “Kultua Rituais” tem o objetivo de acompanhar as mudanças de comportamento no dia a dia e gerir rituais de Gestão de Pessoas com People Analytics. Com funcionalidades distintas, a plataforma oferece lembretes de agenda com conteúdos educacionais para gestores, avaliações de rituais e feedbacks com insights de melhorias. “Esses rituais de Gestão de Pessoas, sejam no meio físico ou virtual, são cerimônias ou iniciativas que aproximam as pessoas no trabalho e fomentam alinhamentos e trocas. Algumas empresas, por exemplo, criam comitês e reúnem pessoas com óticas e conhecimentos diferentes para proporem melhorias a um problema crônico. Existem também outros tipos de rituais com finalidades distintas, como feedbacks, mentorias 1:1 e celebrações”, complementa.

Para saber mais sobre como construir uma cultura de inovação, os erros mais comuns e como a liderança pode transformar a cultura das organizações, acesse o link https://bit.ly/podcastculturadeinovacao  e escute o podcast de Lívia Brandini, fundadora e CEO da Kultua, da coletânea "10 Vozes femininas que você precisa ouvir para agir" da GoEPIK, startup de Transformação Digital.  

Sobre a Kultua

Com o objetivo de transformar as relações e as experiências de trabalho, potencializando culturas que aproximem colaboradores e empresas, a Kultua é uma Peopletech graduada pelo Founder Institute que democratiza o acesso a essa pauta tão estratégica, em especial para empresas em crescimento e que buscam uma cultura forte e positiva. A startup está entre as 10 finalistas do Founder Bootcamps da 500 & Ambev Tech e foi idealizada na 1ª Ideation Week Shell na Fábrica de Startups Brasil. Mais informações, acesse www.kultua.com.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp