MENU

18/06/2020 às 11h36min - Atualizada em 18/06/2020 às 11h36min

​Polícia ouve depoimento de PC Siqueira após acusação de pedofilia

Estadão Conteúdo
Divulgação
A Polícia Civil de São Paulo ouviu depoimento de PC Siqueira e de testemunhas após acusações de pedofilia ao youtuber feitas por um perfil no Twitter na semana passada. Na terça-feira, 16, seu canal de YouTube, o MasPoxaVida, saiu do ar.

Na suposta conversa que foi vazada pelo perfil, PC teria se referido a uma criança de seis anos em contexto sexual.

O youtuber negou as acusações em um texto publicado em suas redes sociais na quinta-feira, 11, e afirmou que "jamais cometeria" um "crime abominável". Pouco depois, PC Siqueira transformou seu perfil no Instagram em "privado".

"O caso segue em investigação pela 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do DHPP. O suspeito e testemunhas foram ouvidos e a autoridade policial solicitou informações junto às empresas que administram as redes sociais por onde circularam as denúncias", informou nota divulgada pela Polícia Civil de São Paulo nesta quarta-feira, 17.

O E+ buscou contato com o youtuber, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Ilha de Barbados

O canal Ilha de Barbados, do qual PC Siqueira fazia parte ao lado de Rafinha Bastos e Cauê Moura, desabilitou todos os seus vídeos do YouTube.

"O objetivo é preservar os profissionais envolvidos com o canal e que em nada tem a ver com as acusações sobre PC Siqueira. Uma frase descontextualizada das milhares de horas de conteúdo pode virar uma arma na mão de pessoas mal-intencionadas", explicaram em comunicado.

Na quinta-feira, 11, Cauê Moura falou sobre o fim do canal: "No momento, eu e Rafinha não vemos sentido em seguir com as atividades do Ilha de Barbados. Estamos perplexos e decepcionados."

No domingo, 14, Rafinha Bastos publicou um vídeo em tom de desabafo contando estar "com muita raiva e frustrado".


 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp