MENU

29/06/2021 às 12h59min - Atualizada em 05/07/2021 às 00h00min

Treinar incorretamente traz riscos, alerta a Federação Sul Americana de Krav Maga

É fundamental para a segurança do praticante de defesa pessoal que ele verifique o histórico do instrutor que ele escolheu

SALA DA NOTÍCIA Roberta
www.kravmaga.com.br
O que acontece quando um esportista pratica determinada modalidade sem a orientação de um profissional capacitado? Dificilmente ele atingirá a excelência da modalidade e até mesmo correrá o risco de lesões.

No caso do Krav Maga, o problema se agrava. Isso porque não se trata de uma modalidade esportiva e sim da única arte reconhecida como defesa pessoal. O que significa isso? Significa que quando se pratica o Krav Maga de forma incorreta, inadequada ou com profissionais não, o risco é a vida do praticante.

Quem faz esse alerta é a Federação Sul Americana de Krav Maga, a única representante oficial da defesa pessoal israelense no Brasil. Segundo seu presidente, Grão Mestre Kobi Lichtenstein, com o crescimento da violência urbana também vem crescendo a procura – e consequentemente a oferta – de aulas de Krav Maga. “E quando se fala de defesa pessoal, isso é um risco a quem pratica”.

Grão Mestre Kobi, que é o introdutor do Krav Maga na América Latina e aprendeu o Krav Maga em Israel, diretamente com o criador da modalidade, Imi Lichtenfeld, explica que o Krav Maga atua sobre a parte física, preparando o praticante para agir de forma rápida e técnica com precisão, e também, sobre a parte psicológica, preparando o praticante emocionalmente, para que ele tenha autoconfiança e autocontrole para atuar em caso de violência sem se colocar em risco.

“A eficiência do Krav maga está nos detalhes de cada defesa e é preciso treiná-los corretamente e repetidamente. Além disso, é necessário vivenciar, de forma controlada, as situações simuladas nos treinamentos para que, psicologicamente, o praticante consiga atuar caso haja necessidade”, explica Grão Mestre Kobi. E completa: “a mínima falha nesse processo, psicológico ou técnico, poderá colocar, um dia, a vida desse praticante em risco”.

Como me asseguro que estou treinando adequadamente?
A resposta é: procure um instrutor devidamente habilitado.

É preciso conhecer o histórico de preparação de seu instrutor. Não basta, por exemplo, que ele seja israelense ou que tenha ido uma vez para Israel fazer um curso rápido de Krav Maga. Ele precisa comprovar o seu preparo adequadamente. “Na Federação Sul Americana de Krav Maga, por exemplo, o grau de dificuldade na formação de instrutores é altíssimo e é isso que garante os melhores profissionais”, diz Grão Mestre Kobi.

Ao longo destes anos, o Krav Maga Mestre Kobi vem realizando um trabalho extremamente sério e responsável para manter o método de prática e de ensino de Krav Maga da mesma forma como foi criado por Imi Lichtenfeld e ainda é utilizado em Israel. O processo de formação de instrutores da Federação Sul Americana de Krav Maga detecta os alunos que mais se destacam nas aulas, formando-os monitores (ajudantes de seus instrutores) em um curso de 5 dias, que inclui aulas teóricas e práticas de Krav Maga, aulas de anatomia, fisiologia e primeiros socorros com professores universitários, capacitação física e a vivência com a essência da filosofia de vida do Krav Maga.

Passada essa etapa, os monitores já com experiência podem participar da Seletiva de Instrutores, passando por avaliações psicotécnica, de aptidão física e técnica. Quem for aprovado, passa para o Curso de Instrutores, que inclui toda a teoria, filosofia, didática e prática do Krav Maga, para que o candidato aprenda a ensinar corretamente, através da didática própria do Krav Maga, o comportamento ideal em sala de aula e as regras e normas de conduta da Federação. O curso de instrutores possui carga horária total de 400 horas e inclui aulas complementares de anatomia, fisiologia, nutrição esportiva, primeiros socorros, filosofia das artes marciais e marketing, com carga horária mínima de 20 horas em cada matéria, em instituições reconhecidas pelo MEC.

Ao final do curso, os candidatos são submetidos a provas de todo o conteúdo ensinado e apresentam monografias. Com índice de aproveitamento superior a 75%, são diplomados como instrutores. E não para por aí: periodicamente, são atualizados e reavaliados por Grão Mestre Kobi para manter a qualidade do Krav Maga que disseminam.

“É essa rigidez e responsabilidade que garante que a qualidade do treinamento de Krav Maga e, um dia, se for preciso, vai garantir a sua volta para casa em segurança”, completa Grão Mestre Kobi.

Sobre a Federação Sul Americana de Krav Maga – há mais de 30 anos na América Latina, atua para divulgar e difundir o Krav Maga de Imi Lichtenfeld, exatamente como ele o criou em Israel na década de 40. Presidida por Grão Mestre Kobi Lichtenstein, aluno de Imi, a Federação se orgulha de transformar, comprovadamente, a vida de milhares de pessoas ao longo desses anos.

Para saber mais, acesse: www.kravmaga.com.br
Facebook: @mestrekobikravmaga
Instagram: @kravmaga_mestrekobi
Twitter: @KravMagaKobi
Youtube: Krav Maga das Américas
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp